Cracóvia: verdadeira aula de história na capital cultural polaca

A segunda maior cidade do país é uma das mais baratas da Europa. Uma inspiradora e romântica urbe.
Por José Eduardo Cação|31.01.19
Mais do que uma viagem, conhecer cracóvia significa reviver momentos marcantes da história mundial. Situada nas margens do rio Vístula, aquela que é a segunda maior cidade da Polónia – a seguir a Varsóvia – concentra a maioria da história, não só cultural mas também política do país.

Ao longo dos séculos, a cidade assistiu a conquistas medievais, divisões, guerras mundiais e ocupações de países que nela deixaram a sua marca, não só nas ruas, mas nas suas gentes.

Do castelo de Wawel às antigas minas de sal de Wieliczka. Ou passando pelos bairros judeus, onde as sinagogas vincam, em tempos, a forte presença na cidade. Até ao maior campo de extermínio nazi, Aushwitz, não faltam locais onde o preço baixo é um convite a uma visita.

Memórias do passado que marcam o presente
Uma das imagens que mais define o terror nazi são os campos de concentração. Situado a 70 quilómetros de Cracóvia, a visita ao campo de Auschwitz (o original) e o campo de extermínio de Auschiwtz-Birkenau – construído como campo de extermínio para promover ‘A Solução Final do Problema Judeu’, são fulcrais para que se perceba o terror vivido por milhões, que ali perderam a vida neste período do século XX.



pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!