Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida

Marchas, espetáculos e arraiais. Saiba onde se pode divertir neste mês de Santos Populares

A cidade ganha, em junho, uma nova animação. Há marchas e arraiais, casamentos e espetáculos para todos os públicos.
Paulo Fonte(paulofonte@cmjornal.pt) e Susana Pereira Oliveira 1 de Junho de 2019 às 08:00
Arraiais populares em Lisboa
Santos Populares em Lisboa
Noivos de Santo António
Marchas Populares de Lisboa
Arraiais populares em Lisboa
Santos Populares em Lisboa
Noivos de Santo António
Marchas Populares de Lisboa
Arraiais populares em Lisboa
Santos Populares em Lisboa
Noivos de Santo António
Marchas Populares de Lisboa
Chega junho e Lisboa ganha uma animação suplementar com as Festas da Cidade. O programa, extenso, tem motivos para agradar a todos os tipos de público, dos mais pequenos aos menos jovens, dos típicos bairristas àqueles que privilegiam as novidades culturais.

Este ano, com o mote nos 500 anos da circum-navegação de Fernão de Magalhães, a programação tem início com um espetáculo de funambulismo, uma arte baseada em habilidades de equilibrismo, que acontece na Alameda, e promete emoção.

E se este é o espetáculo que abre as festas, uma homenagem a António Variações, com cantores bem conhecidos e instrumentação sinfónica, encerra o programa, no dia 29.

Pelo meio não faltam as marchas e casamentos, os arraiais e uma ampla atividade cultural e desportiva, com teatro, filmes e exposições.

Espetáculo na corda bamba promete risco e emoção
A programação arranca de olhos postos no céu. Numa alusão à circum-navegação de Fernão de Magalhães, a artista francesa de funambulismo Tatiana-Mosio Bongonga percorre 300 metros numa corda bamba, a 33 metros do solo, na Alameda D. Afonso Henriques rumo à Fonte Luminosa. A atuação, que decorre amanhã, dia 1, a partir das 19h30, é acompanhada com música ao vivo pela Banda da Armada e pela companhia circense Basinga. Um espetáculo marcado pelo risco e emoção.

Homenagem a António Variações com cantores, violinos e violoncelos
Artistas como Ana Bacalhau, Conan Osíris ou Lena d’Água celebram a obra de António Variações, com as músicas a serem arranjadas, pela primeira vez, com base numa instrumentação sinfónica. Variações, nascido em Amares, Braga, em 1944, gravou dois álbuns, Anjo da Guarda (1983) e Dar & Receber (1984), mas a sua criatividade ficou para sempre assinalada. ‘António & Variações’ é o espetáculo que encerra as Festas. Decorre dia 29, às 22h00, no Jardim da Torre de Belém. É gratuito.

Santo António une 16 casais nos Paços do Concelho e Sé
Longe vai o ano de 1958, quando, pela primeira vez, 26 casais ficaram unidos pelo matrimónio na Igreja de Santo António. O objetivo da iniciativa, na altura patrocinada pelo vespertino Diário Popular, era patrocinar o casamento a casais com maiores dificuldades financeiras. Hoje, 61 anos depois, este é um dos momentos marcantes das festas da cidade. São 16 casais a unirem-se, no dia 12, sob o ‘olhar’ do santo na Sé de Lisboa e nos Paços do Concelho. Uma incontornável tradição lisboeta.

Marchas populares brilham com exibições e desfile na Avenida
O momento alto das festas acontece na noite de dia 12, com o Desfile das Marchas na Avenida. Este ano a marcha convidada é a Popular de Ribeira de Frades, de Coimbra. ‘Lisboa, Alegre e Triste’, com letra e música de Augusto Madureira, é o título da Grande Marcha de Lisboa. Antes, entre os dias 7 e 9, há exibições no Altice Arena, a partir das 21h00. No dia 15 é a vez das Marchas Infantis de Lisboa desfilarem em Belém, na Praça do Império e no Jardim Vieira Portuense. Acontece a partir das 17h00.

Estão de volta as sardinhas
Ao longo de junho, o Espaço Trindade mostra a exposição ‘100% Sardinha’, que reúne as propostas vencedoras. Este ano juntam-se, pela primeira vez, as escolas que participaram no concurso ‘Turma da Sardinha’. São seis as vencedoras. ‘Sardinha Feminista’, de Diana Filipa Olímpio Curly; ‘A Sardinha É Minha’, de Cláudia H. Abrantes; ‘Multidão’, de Jaime Ferraz‘; ‘Prato do Dia’, de Matilde Horta; Sardinha Local’, de Filipa Drummond Dantas e a vencedora do concurso turma, ‘A turma do CAA da Sardinha’, Cheila e João, Escola Secundária Marques de Castilho.

Sardinha assada e bailaricos
Noites quentes, sardinha assada, caldo verde, manjericos, música popular e bailarico. Estes são os ingredientes necessários para ‘cozinhar’ um sempre muito procurado arraial. Vejamos algumas sugestões.

Já esta sexta-feira, sábado e domingo, o Arraial dos Navegantes decorre na Igreja de Nossa Senhora dos Navegantes, no Parque das Nações. A organização fala numa iniciativa amiga das famílias, com cerca de dois mil lugares sentados. Existe ainda um espaço dedicado aos mais novos, o Arraialito, com acompanhamento de voluntários.

Já entre os dias 1 e 13, o arraial da Vila Berta, na Graça, é já uma incontornável festa bairrista. Em Benfica, na Alameda Álvaro Proença, entre os dias 20 e 23, há noites musicais com Rute Marlene (dia 20), Toy (20), Bárbara Bandeira (21), Cuca Roseta (22) e os HMB (23).

XII Festival de Bandas
Já na 12.ª edição, o Festival Com’Paço prossegue a aposta na apresentação de bandas filarmónicas provenientes de todo o País. Acontece dia 22 de junho no Jardim da Estrela e no do Arco do Cego. A Alameda D. Afonso Henriques recebe o concerto de encerramento, onde não falta a cantora Anabela e 400 músicos que homenageiam o feito do navegador Fernão de Magalhães.

Tronos de Santo António
O Museu da Cidade promove e a população ‘deitou mãos’ ao trabalho para transformar os recantos de Lisboa numa sala de exposições. Os tronos de Santo António, uma tradição do século XVIII, pretendem agora promover a criatividade. Os trabalhos podem ser vistos de 8 a 30 de junho em diversos locais da cidade.

Guardar Segredo no jardim
O Jardim da Quinta das Conchas recebe este sábado e domingo a iniciativa ‘Guardar Segredo’, um conjunto de espetáculos de teatro destinados aos mais novos e famílias. Acontece dentro de dois guarda-fatos colocados no espaço público. No interior de cada armário cabe uma pessoa. Cinco minutos, um espectador e um ator. No interior fala-se de segredos, que dali não saem.

Raquel Tavares e Gospel Collective
Espetáculo decorre dia 15 no Castelo de São Jorge, às 22h00. A entrada é gratuita. Raquel Tavares ‘casa’ a sua música com os sons de raiz negra dos Gospel Collective. No dia anterior, 14, Ana Moura sobe ao palco com os Sopa de Pedra.

A agora estrela global já partilhou o palco com estrelas como Prince, Rolling Stones ou os U2. Quanto aos Sopa de Pedra, este é um grupo dedicado ao canto a capella de canções de raiz tradicional que surgiu, no Porto, em 2012, graças ao empenho de dez jovens de várias proveniências.

Japão celebra festa no dia 22
A Festa do Japão recria no Jardim Vasco da Gama, das 14h00 às 22h00 do dia 22, o ambiente do ‘Matsuri’, festival de verão japonês. Quem ali se deslocar pode presenciar concertos de música japonesa - tradicional e pop -, cosplay, artes marciais e gastronomia, entre outras atividades.

Ginástica junto ao rio Tejo
A Ribeira das Naus é palco, de 21 a 23 de junho, do Lisbon Gymfest. Esta terceira edição da iniciativa acontece das 20h00 às 24h00, com o Tejo como ‘pano de fundo’. Há exibições de classes de saltos, acrobática, dança, rítmica e ginástica de grupo de todas as idades. O encontro envolve ginastas portugueses e internacionais.

A correr pelo Santo António
O Rossio é amanhã, dia 1 de junho, o ponto de partida e de chegada da 9.ª edição da Cofidis Corrida de Santo António. Os participantes desta iniciativa desportiva percorrem, ao longo de 10 quilómetros, as principais artérias da zona ribeirinha. Nesta corrida, o primeiro lugar é para todos: os participantes que cumpram o desafio ganham um manjerico, símbolo das Festas de Lisboa.

Lisboa Mistura com muita música
Entre os dias 8 e 10 de junho acontece o Lisboa Mistura, na Quinta das Conchas, um festival de música com entrada gratuita. Músicos do Médio Oriente, da América do Norte e de África, bem como grupos comunitários de Lisboa, sobem ao palco para promover o encontro de pessoas e comunidades e para fazer sentir o pulsar da cidade. Al-Qasar, Akua Naru (foto) ou África Negra vão atuar.

Filmes sobre ‘duas rodas’
Começa hoje e termina domingo o 4.º Lisbon Motorcycle Film Fest, iniciativa que une duas paixões: cinema e motos. Pelo cinema São Jorge passam dezenas de filmes sobre motos e, também, convidados internacionais. O destaque desta edição vai para o filme de culto ‘Easy Rider’, de Dennis Hopper, que este ano celebra meio século.

Visitas guiadas por Belém
Por quatro euros pode participar no Passeio Lembrar Belém. Nos dias 22 de junho e 27 de julho, através de marcação prévia pode deslocar-se até Belém para conhecer a história do local evocativo das descobertas marítimas e perceber a sua identidade cultural e patrimonial associada ao Tejo e ao mar.

‘Gertrude Stein e Acompanhante’
De 19 a 30 de junho, o pano do Teatro São Luiz abre com a peça ‘Gertrude Stein e Acompanhante’, um diálogo entre a escritora e poetisa americana e a sua companheira de 25 anos de vida, Alice B. Toklas. Um espetáculo sobre uma relação amorosa que nos apresenta personagens marcantes.
Santos Populares Festas de Lisboa junho Lisboa Santo António Marchas populares
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)