Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
7

Palheiros dos pescadores contam parte da história de Esmoriz

Freguesia localiza-se na cidade de Ovar e destaca-se pela zona da Barrinha e pelo parque do Buçaquinho.
Ana Isabel Fonseca 14 de Novembro de 2018 às 18:00
Parque ambiental do Buçaquinho tem 24 hectares, seis lagoas e jardim de ervas aromáticas
Palheiros localizados na praia velha eram usados pelos pescadores e pelas suas famílias
Museu da Tanoaria dá a conhecer a forma como são construídos os típicos barris de vinho
Passadiços da Barrinha têm oito quilómetros e mostram tesouro natural da região de Esmoriz
Capela da Praia foi construída em 1894 a 170 metros do mar
Parque ambiental do Buçaquinho tem 24 hectares, seis lagoas e jardim de ervas aromáticas
Palheiros localizados na praia velha eram usados pelos pescadores e pelas suas famílias
Museu da Tanoaria dá a conhecer a forma como são construídos os típicos barris de vinho
Passadiços da Barrinha têm oito quilómetros e mostram tesouro natural da região de Esmoriz
Capela da Praia foi construída em 1894 a 170 metros do mar
Parque ambiental do Buçaquinho tem 24 hectares, seis lagoas e jardim de ervas aromáticas
Palheiros localizados na praia velha eram usados pelos pescadores e pelas suas famílias
Museu da Tanoaria dá a conhecer a forma como são construídos os típicos barris de vinho
Passadiços da Barrinha têm oito quilómetros e mostram tesouro natural da região de Esmoriz
Capela da Praia foi construída em 1894 a 170 metros do mar
Localizada na cidade de Ovar, a freguesia de esmoriz é um verdadeiro paraíso à beira-mar. Trata-se de uma tradicional povoação piscatória, onde hoje em dia podemos ainda encontrar muitos vestígios de outros tempos. A zona mais procurada é, sem dúvida alguma, a Barrinha de Esmoriz. É lá que existe uma praia, precisamente com o mesmo nome, e é um dos destinos prediletos para os amantes de surf e bodyboard.

Foi também na zona da Barrinha que recentemente foram construídos os passadiços, que contam com um total de oito quilómetros, e que fazem a ligação até à lagoa de Paramos. Este local revela um tesouro natural que até então parecia estar adormecido, sendo possível ver muitas espécies protegidas como é o caso da garça-real, o lagostim vermelho, o rouxinol bravo ou a lampreia de riacho.

O Parque Natural do Buçaquinho é também outro dos motivos pelos quais se deve visitar Esmoriz. Faz a ligação a Cortegaça, também no concelho de Ovar, e possui um total de 24 hectares. Conta com um pinhal, seis lagoas, um parque infantil e, ainda, um jardim de plantas aromáticas. É um espaço ideal para a prática de atividades desportivas e possui ainda torres de observação de aves e uma cafetaria. No verão decorrem também ali vários concertos intimistas.

Um outro ponto de interesse em Esmoriz são os palheiros, que foram edificados na praia Velha, no início do século XX. Trata-se de construções em madeira que serviam de habitação aos pescadores e às suas famílias. Alguns dos palheiros já têm algumas alterações, fruto de obras de conservação que foram sofrendo ao longo do tempo.

A história de Esmoriz é também bem retratada no Museu da Tanoaria. Está integrado na Tanoria ‘Farramenta’, que desde 1912 se dedica a fabricar os barris onde depois é colocado o vinho. Neste museu é possível assistir a todo o processo de produção.

Esta localidade tem também pontos de interesse a nível religioso, como é o caso da capela da Praia. Foi construída em 1894 a 170 metros do mar, sendo alvo de obras em 1941. É conhecida pelas festas em honra da Nossa Senhora da Boa Viagem e do Senhor dos Aflitos. O centro da freguesia é também um sítio a visitar, remontando as suas origens à ocupação romana.

Pão de ló e caldeirada de enguias em destaque
Na freguesia de esmoriz os visitantes podem provar alguma da gastronomia típica do concelho de Ovar. Pratos como a caldeirada de enguias, os rojões, o já conhecido pão de ló de Ovar e os pratos de peixe são os mais apreciados.
Ver comentários