Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
6

Perúgia espelha o passado e mantém aspeto medieval

Pelas eternas ruas estreitas da cidade italiana há tesouros por descobrir e milenares construções subterrâneas.
Patrícia Lima Leitão 19 de Janeiro de 2018 às 10:30
Perúgia
Na zona central da cidade transparece o passado medieval
Uma imagem típica; ruas estreitas por entre muros de tijolo antigo
Minimetro é uma opção de transporte para aceder aos locais mais altos
Perúgia
Na zona central da cidade transparece o passado medieval
Uma imagem típica; ruas estreitas por entre muros de tijolo antigo
Minimetro é uma opção de transporte para aceder aos locais mais altos
Perúgia
Na zona central da cidade transparece o passado medieval
Uma imagem típica; ruas estreitas por entre muros de tijolo antigo
Minimetro é uma opção de transporte para aceder aos locais mais altos
Situada no topo de uma colina, perúgia é um museu a céu aberto e espelha nos dias de hoje grande parte daquilo que a cidade um dia já foi.

Os romanos conquistaram-na no século III a. C. e, a partir daí, a sua essência, que até agora não se perdeu, foi construída entre muralhas edificadas para enfrentar os inimigos.

Pelas ruas estreitas, sempre com os muros de tijolos antigos como pano de fundo, há tesouros por descobrir. Quem por lá mora e quem por lá passeia diz que é em Perúgia que está a verdadeira ‘dolce vita’, a melhor e a mais tranquila experiência italiana, onde não há Capelas Sistinas ou Torres de Pisa e, consequentemente, não há uma enchente de turistas. A arte, a religião e gastronomia unem-se na viagem.

Anda-se a pé, livre de carros, na capital da região da Úmbria
Viajar e explorar uma cidade pode tornar-se fisicamente cansativo, mas há quem não dispense fazê-lo a pé e a cidade de Perúgia é uma prova de como valerá a pena esse passeio. A zona pedestre é uma área ampla com ruas livres de carros no centro histórico. O corso Vannucci, repleto de lojas, é a principal rua e todos os trajetos são acessíveis. Não se esqueça é que de cada vez que vai descer a colina ou as escadas terá de as subir novamente. Se não gosta de caminhar, poderá viajar de minimetro, uma espécie de funicular. 

Chocolate à vista
Na capital italiana do chocolate poderá render-se à gula das mais variadas formas. É em Perúgia que se produz o famoso chocolate Baci (que significa beijos, em português) e onde se realiza o festival Eurochocolate, que este ano acontecerá de 19 a 28 de outubro. Marcas de todo o Mundo exibem-se em palestras, apresentações de rua e esculturas. Durante duas semanas, a cidade ficará a cheirar a chocolate.

Se é um amante não só do chocolate mas também do conhecimento e está apenas de passagem, pode fazer um curso de apenas um dia na Escola do Chocolate, na cidade, para aprender a decorar o seu próprio bolo ou cupcake.
Perúgia Itália medieval passado viagem viagens destinos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)