Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
4

São João: a noite mais longa do Porto

João Gil anima o Porto com temas conhecidos e não vão faltar os tradicionais bailes, as sardinhas assadas e os martelinhos.
Ana Isabel Fonseca 22 de Junho de 2019 às 12:00
São João no Porto
São João no Porto
São João no Porto
São João no Porto
São João no Porto
São João no Porto
São João no Porto
São João no Porto
São João no Porto
Prepare já o martelinho e o alho porro porque o São João está mesmo aí à porta. Na cidade Invicta já quase está tudo a postos para aquele que é considerado um dos maiores eventos de rua da Europa.

No programa desta edição não falta música, comida e bebida, bailes, exposições, feiras e oficinas. Diversas iniciativas estão já a decorrer um pouco por toda a cidade do Porto, mas é na noite de domingo para segunda-feira que as Festas de São João têm o seu ponto alto.

O espetáculo de fogo de artifício, que todos os anos atrai milhares de pessoas à cidade, vai, este ano, durar cerca de 20 minutos. Serão um total de 150 mil disparos efetuados a partir da ponte D. Luís I e, também, de várias plataformas no rio Douro.

Mas do que seria o São João sem música? Este ano a cidade conta com dez palcos espalhados por vários locais, com espetáculos para todos os gostos. A noite abre com um improvável concerto nos Aliados de Marta Pereira Costa, que vai conquistar o público através da guitarra portuguesa.

Já depois da meia-noite será a vez de João Gil subir ao palco principal e cantar alguns dos temas que permanecem na memória de todos os portugueses como é o caso de ‘125 azul’, ‘Solta-se o beijo’ ou ‘Postal dos Correios’.

Um pouco por toda a cidade há bailes de música popular e restaurantes ao ar livre, nos quais o destaque serão as sardinhas assadas, os pimentos e o caldo verde. No dia seguinte, 24, feriado municipal, a festa ainda decorre.

Depois da folia, o rescaldo faz-se às 16h00 com um concerto da Banda Sinfónica Portuguesa. À mesma hora começa também a tradicional regata de barcos rabelos no rio Douro.

À margem desta noite - considerada no Porto como sendo a mais longa do ano - não perca a oportunidade de visitar as 34 Cascatas de São João que este ano estão a concurso, espalhadas por toda a cidade. Este sábado tem também a possibilidade de assistir às rusgas de São João.

Nossa Senhora da Vandoma
A festa continua a fazer-se de ano para ano, mas o que muitos não sabem é que este não é o padroeiro da cidade.

Na verdade, o Porto tem uma padroeira: Nossa Senhora da Vandoma. Também não se sabe muito bem que a que santo se refere esta celebração. Existiam várias teorias entre os historiadores.

Há quem defenda que o São João celebrado no Porto recorda um eremita que viveu no século IX na região de Tui, em frente a Valença. Mas a tese mais popular é a de que esta festa pretende honrar São João Baptista, nascido perto de Jerusalém.

Não se sabe ao certo quando é que esta festa começou, mas os registos dão conta de que ela já seria mencionada no século XIV. Com o passar do tempo foi inovando e introduzindo novidades, como é o caso dos martelinhos, que surgiram pela primeira vez em 1963 por Manuel Boaventura, um industrial da cidade.

Desfrute de um magnífico jantar junto às margens do rio
A zona da Ribeira, na cidade do Porto, ou o Cais de Vila Nova de Gaia são dois locais ideias para que possa desfrutar de um magnífico jantar. Existem vários restaurantes ao ar livre com a oferta mais tradicional: sardinhas, pimentos e, também, caldo verde. Caso não seja muito adepto destas iguarias tem também a possibilidade de provar bifanas ou, então, entrecosto.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)