Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
5

Telavive: Dá para acreditar que se está no Médio Oriente?

Cidade jovem, moderna e aberta ao Mundo. Quem a visita sente uma verdadeira sensação de liberdade.
Nelson Rodrigues 22 de Abril de 2019 às 19:55
Telavive
Telavive
Telavive
Telavive
Telavive
Telavive
Telavive
Telavive
Telavive
Telavive
Telavive
Telavive
Telavive é intrigante. Considerada pela maior parte da comunidade internacional como a capital de Israel, país em que a religião tem um papel central, a cidade transmite a todos os que a visitam uma enorme sensação de liberdade.

Pelas ruas é normal encontrar todo o género de pessoas. Tanto se pode ver um judeu com um quipá na cabeça e os seus cachos de cabelo, uma mulher muçulmana a usar um véu que lhe cobre parte do rosto, assim como alguém adepto de tatuagens, piercings ou que use cabelos verdes e roupas floridas e coloridas.

Telavive é uma cidade ‘open mind’ (mente aberta) e não há nenhum género de discriminação.

Definida por alguns como cosmopolita e até alienígena por outros, a verdade é que ninguém acredita que está no Médio Oriente - numa cidade jovem e moderna, que pensa no futuro e no conforto dos moradores e de quem a visita.

De dia a cidade abre-se à praia, aos biquínis e ao surf. À noite a música nos bares é a atração. Porque, afinal, Telavive é a cidade que nunca dorme. 

Cidade com pouca chuva, mas com muitos corvos e gatos
Localizada na costa Mediterrânica, chove poucas vezes por ano em Telavive, mas quando chove, chove muito, apesar de o clima ser muito semelhante ao de Portugal. Em Israel a moeda chama-se shekel, sendo que 1 euro equivale a 4 shekel.

Nesta cidade não se admire se pelas ruas encontrar gatos dóceis e até corvos - estes são às dezenas e é normal ouvir o seu som pelas ruas. É quase como se fossem as gaivotas presentes na cidade do Porto e de Lisboa.

No entanto há uma diferença para os de Portugal: misturam preto e cinzento. 

Prédios Imponentes 
Quem visita Telavive pela primeira vez vai ter, inevitavelmente, de olhar para cima e, desta forma, contemplar os imponentes arranha-céus espalhados por toda a parte - a maioria são centros empresariais, visíveis a vários quilómetros de distância.

A experiência de conhecer a cidade é inesquecível. Durante toda a noite, por exemplo, há estabelecimentos de restauração abertos, sendo que por toda a cidade nunca falta internet através de wi-fi - aliás esta é uma preocupação de Israel, que quer que todos estejam sempre em contacto com o Mundo.

Um dos destaques a visitar é o Museu de Arte, onde se pode encontrar um pouco da história do país. 

FICHA DE VIAGEM 
Como ir
Desde o dia 31 de março que a companhia aérea TAP tem voos diários diretos para Telavive a partir do aeroporto de Lisboa. A viagem de regresso realiza-se também diariamente.

Onde ficar
Quem quiser ficar numa zona de praia de Telavive, o destaque é o hotel Herods. O mesmo hotel tem outra unidade junto à marina de Herzliya - e que fica fora da azáfama citadina.
Herzliya Museu de Arte Israel Telavive Porto Portugal Imponentes Lisboa Mundo TAP Herods política
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)