Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
7

Viena: Uma cidade clássica que respira cultura

Capital da Áustria é conhecida pelos seus imponentes edifícios e palácios espalhados por toda a cidade.
Rita F. Batista 24 de Janeiro de 2019 às 18:36
Viena
Viena
Viena
Viena
Viena
Viena
Viena
Viena
Viena
Viena
Viena
Viena
Viena
Viena
Viena
Viena
Viena
Viena
Viena
Viena
Viena
Uma excelente opção para qualquer altura do ano, mas que tem outro encanto com o frio. Viena, a capital austríaca, presenteia os turistas com um leque variado de opções de locais para visitar.

Num simples passeio sem um rumo definido pelas ruas da cidade, impressiona a grandiosidade e imponência das dezenas de palácios que se vão encontrando. É uma das cidades de todo o Mundo com mais palácios por metro quadrado.

A cidade era um local de eleição para monarcas de toda a Europa, que faziam questão de ter um palácio para passar os períodos de férias. Os edifícios com séculos de existência tornam Viena numa das cidades mais clássicas e com mais glamour da Europa.

Uma ótima opção para uma viagem de início do ano.

Ópera é um ex-líbris da cidade que merece visitado
Para viver Viena e a sua música, um dos programas tradicionais é assistir a um espetáculo de ópera. Pelas ruas não vão faltar promotores a ‘impingir’ determinados concertos e, ao final do dia, as opções são tantas que pode ser difícil escolher.

O melhor é planear previamente que tipo de espetáculo quer ver. Não se esqueça que o edifício tem um peso significativo na envolvência do concerto e, sem dúvida, a famosa Ópera de Viena (Staatsoper) é a opção de eleição. Os bilhetes podem ultrapassar os 200 euros mas há opções mais baratas.

Palácio Schönbrunn
Ir a viena e não ir ao palácio de schönbrunn é pior do que ir a roma e não ver o papa. O Palácio de Schönbrunn é conhecido como o Palácio de Versalhes de Viena e é um local de visita obrigatória.

Schönbrunn é a prova viva da imponência dos palácios e dos jardins feitos à medida dos monarcas austríacos. Prepare-se para caminhar, mas acredite que a vista que cada colina lhe proporcionará vale mesmo a pena. Tire uma manhã completa ou uma tarde para visitar o interior do palácio e os seus grandiosos jardins. Não faça uma visita ‘à pressa’: sente-se e aprecie.

A entrada não chega aos 15 euros e há descontos para famílias, estudantes e crianças.

Ficha de viagem
Onde ficar
A cidade não é muito grande e é possível conhecer várias das atrações a pé. Para isso, o ideal é ficar num hotel central. O que pagar a mais na estadia vai poupar em transportes.

Valores
De uma maneira geral, a estadia e as refeições em Viena não são baratas. Ainda assim, há opções para todos os bolsos. Não exclua a cidade pelas opiniões ‘alarmistas’ que ouve.

Onde comer e o que fazer
Catedral principal
A icónica catedral de Santo Estêvão (Stephansdom), marca o centro da cidade e é conhecida pelo típico telhado colorido.

Mercado local
Dizem que a gastronomia das cidades se conhece não nos restaurantes, mas nos mercados. Naschmarkt é uma boa opção.

Chocolates Mozart
Mozartkugel é um bombom com Mozart na embalagem e tem várias versões. É um doce típico a não perder e um ótimo souvenir.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)