Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
1

Caixeiro Origens é um azeite menos verde com notas mais suaves

A marca Caixeiro já tem todos os seus azeites da última campanha à venda.
Edgardo Pacheco 14 de Março de 2019 às 20:00
VAREJAR. Num olival na Aldeia Nova, no concelho da Guarda, entre as aldeias de Dominga Feia e Ramela
VAREJAR. Num olival na Aldeia Nova, no concelho da Guarda, entre as aldeias de Dominga Feia e Ramela FOTO: Nuno André Ferreira
Há muitos consumidores que, apreciando os aromas frutados que os azeites desejavelmente devem oferecer, ainda têm alguma dificuldade em lidar com as notas demasiado verdes, amargas e picantes. São, por regra, consumidores habituados a azeites do Centro e Sul do País, regra geral feitos à base da variedade Galega.

Estes azeites mais doces e suaves têm tanto mérito quanto outros mais verdes, que isso fique claro. Mas quando alguém nos pergunta por um bom azeite de Trás-os-Montes mas que não faça chorar (referência aos picantes), podemos, entre outros, recomendar este Caixeiro Origens.

Caixeiro é uma marca com diferentes referências e todas elas de qualidade (até uma que vem em bag in box), mas este Origens tem sempre um perfil mais maduro, visto que as azeitonas que lhe dão origem não são tão verdes.

Em vez de só sentirmos aquela explosão de folhas verdes no nariz, temos notas de frutos secos maduros. Em certo sentido, um azeite de iniciação para os apreciadores de azeites suaves.

Bom com os tostados do bacalhau
Um bacalhau cozido não aceita bem azeite transmontano verde, mas imaginemos que estamos perante um bacalhau grelhado tostado... neste caso o Origens vai muito bem.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)