Correio da Manhã

Saiba como combater a dor lombar
Foto Getty Images
Atleta
Por Mário Figueiredo | 11:00
  • Partilhe
É uma das queixas mais comuns dos atletas de pelotão nas corridas.

A dor lombar é uma das mais comuns entre os atletas do pelotão, aparecendo no final de cada treino e acarretando um ‘peso nas costas’. As causas estão identificadas e passam por movimentos incorretos durante a corrida.
A dor na parte mais baixa da coluna é provocada pela instabilidade lombar. Os músculos abdominais funcionam como uma cinta de proteção para a coluna. Sem o reforço desses músculos, a coluna torna-se instável e provoca a dor.

A atividade dos músculos extensores do tronco é fundamental para manter a coluna ereta. Daí a importância da postura direita do corpo durante a corrida. Muito inclinado para a frente ou para trás sobrecarrega a coluna, causando a dor.

A limitação do quadril também está relacionada com esse tipo de lesão. Se o movimento da articulação estiver limitado na fase de impulsão da passada (movimento em que a coxa está atrás do tronco), a coluna lombar aumenta a sua curvatura como compensação. Esta pressão nas articulações vertebrais leva a uma descompensação e à dor.

No entanto, o impacto de cada passada também influencia a dor lombar. Os membros inferiores absorvem o impacto do corpo com o solo durante a corrida. Quando o impacto é mais violento, podendo até ser causado por um calçado impróprio, essa carga acaba por provocar dor, nem sempre intensa, mas muito incómoda.

Então, para combater as dores é necessário dedicar uma parte do treino a reforçar os músculos, de forma a proteger a coluna. Não basta fazer abdominais. Deve ter preocupação com o calçado e os percursos irregulares ou demasiado duros. Lembre-se que a postura é fundamental e pode ser corrigida durante os treinos. Deve manter o tronco direito e a cabeça erguida. Contudo, se as dores persistirem por algum tempo, deve consultar um médico. Bons treinos!

Siga o CM no Facebook.

  • Partilhe
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE