Correio da Manhã

Caranguejo à moçambicana
Foto Pedro Simões
Camarão à moçambicana
Por Sónia Trigueirão | 09:00
  • Partilhe
A gastronomia moçambicana é uma fusão de vários sabores que fazem despertar os sentidos.

A comida moçambicana é uma fusão de sabores. Tem calor. É tão quente como o próprio país, onde abundam os produtos do mar e da terra. Há marisco, como o camarão e o caranguejo, tão privilegiados na sua gastronomia. Como também há mandioca, batata-doce, amendoim, castanha de caju, mangas e coco.

Na cozinha do restaurante Oliveira’s, em Lisboa, encontramos este calor moçambicano. Pelas mãos de José Oliveira e do filho, Rui Oliveira, conhecemos os segredos de uma receita de caranguejo à moçambicana. Sabe a mar e a terra. Tem o sabor do tomate e do coco, com coentros, misturado com o caranguejo. O prato acompanha com arroz.

É de comer até haver molho e de lamber os dedos porque, como se lê numa inscrição numa das paredes: "Um verdadeiro amigo chega sempre feliz. Come chamuça, frango, camarão e caranguejo com a mão, bebe cerveja da garrafa e diz maningue nice." A expressão significa "muito bom".

Mas no menu encontra muito mais de Moçambique. Tem sarapatel, frango à cafreal, caril de frango, de camarão e de peixe, tem chacuti e camarão frito à Zambeziana. E para terminar nada como um doce: mandioca com coco e canela, aletria frita e pudim de pão.

Caranguejo à moçambicana



PUBLICIDADE

De acordo com José Oliveira, o chef da cozinha do restaurante Oliveira’s, em Lisboa, preparar esta receita é muito fácil e demora pouco tempo. Assim, para confecionar este prato tradicional moçambicano precisa dos seguintes ingredientes: Peitos de caranguejo já limpos e sem as patas (250 g), meia cebola, dois dentes de alho, coentros (50 g), um tomate bem maduro, leite de coco (2 dl), arroz vaporizado (200 g), sal e azeite q.b..

Comece por fazer o arroz. Coloque uma panela ao lume com água e um pouco de sal. Quando levantar fervura deite o arroz e deixe cozer.

Pique muito bem os dois dentes de alho, a cebola e o tomate. 

Leve uma panela ao lume com azeite. Junte o alho, a cebola e o tomate já picados. Deixe refogar um pouco (apenas até a cebola ficar translúcida) e, em seguida, adicione água. Encha a panela até meio, mais ou menos.



Quando a água já estiver a ferver e os ingredientes cozidos, use a varinha mágica para os passar.

PUBLICIDADE
Junte um caldo de marisco e deixe ferver para, de seguida, juntar os peitos de caranguejo. Deixe cozinhar os peitos de caranguejo durante cerca de 15 minutos.



Pique muito bem os coentros e deite-os na panela.
Mexa durante dois minutos. Depois adicione o leite de côco. Deixe ao lume durante mais cinco minutos e vá mexendo sempre. 

Passados os dois minutos pode começar a empratar. José Oliveira recomenda que se sirva num prato de barro e que seja acompanhado com o arroz vaporizado cozido e servido à parte. Está pronto. Bom apetite!

Siga o CM no Facebook.

  • Partilhe
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE