Correio da Manhã

Seis regras para guardar o vinho em casa
15:19
  • Partilhe
Acompanhar uma refeição com um vinho adequado deve ser um prazer. Para garantir que esse momento é perfeito há que ter em atenção as condições nas quais o vinho é armazenado

Há vinhos que beneficiam da longevidade, apurando as suas características naturais. Um vinho pode durar 10 ou mais anos, ou até séculos. O período de vida de uma garrafa vai depender muito das condições de armazenamento. Se é daqueles que não gosta de beber bons vinhos com pressa, e guardá-los para ocasiões especiais, saiba que cuidados deve ter antes de escolher o melhor recanto da sua casa para guardar os seus tesouros e garantir que na hora de brindar possa aproveitar ao máximo o prazer de degustar um bom vinho, sem dissabores.

A garrafeira doméstica deve ser um espaço amplo, protegido da luz e de variações de temperatura. Conheça os seis principais pontos a avaliar para definir o sítio onde vai armazenar os vinhos que vai guardar para aquele brinde especial:

1. Temperatura e humidade

A temperatura deve manter-se entre os 10 e os 15 °C. Se for muito elevada ou baixa, pode danificar o vinho. A humidade é, também, uma condição de conservação. Deve manter-se entre os 50 e os 80%.

2. Pouca iluminação

PUBLICIDADE

As garrafas não devem estar expostas à luz direta do sol. Esta contribui para elevar a temperatura ambiente da garrafeira e, por consequência, a do vinho, ajudando ao seu envelhecimento e deterioração.

3. Isenção de cheiros

Os cheiros que se libertam podem contaminar a rolha e acabar por passar para o vinho, alterando as suas características de forma negativa. Por isso, a sua "cave" deve ser isolada de sítios que os emanam, como as cozinhas.

4. Ventilação

PUBLICIDADE

A ventilação é importante para impedir a acumulação de aromas nocivos em volta das rolhas e o excesso de humidade.

5. Deitado e em pé

Geralmente, as garrafas devem ser guardadas na posição horizontal, para que o vinho fique em contacto com a rolha. Deste modo, a rolha não seca e não deixa entrar ar. No entanto, os vinhos do Porto Tawny, Madeira e outros generosos devem ser armazenados na vertical, pois são vinhos constituídos por elementos que podem danificar as rolhas se estiverem em permanente contacto com elas.

6. Estabilidade

    Para que o repouso do vinho não seja perturbado, a garrafeira não deve estar exposta a vibrações.

    PUBLICIDADE

     

    Na construção da sua adega caseira é importante que, além destes cuidados, escolha bem os vinhos que pretende incluir na sua coleção. 

    Siga o CM no Facebook.

    • Partilhe
    PUBLICIDADE
    PUBLICIDADE