Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
3

C-Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do Universo Cofina. É o local onde as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Sabe bem, faz bem! #sabebemfazbem

Dia dos namorados: alimente o amor

O amor também se conquista pelo estômago. “Apimente” a ocasião com uma refeição romântica, temperada com boas ideias para celebrar este dia. Pois namorar é preciso!
13 de Fevereiro de 2020 às 17:21

Há quem não dispense o romantismo dos corações e luz das velas, outros preferem celebrá-lo de forma menos convencional, mas uma coisa é certa: é difícil ficar indiferente ao Dia dos Namorados.

Como este ano o dia mais romântico calha mesmo bem, numa sexta-feira, esqueça o frio e a chuva e planeie um jantar romântico em casa. As receitas e as sugestões que lhe propomos vão "aquecer" o momento!

Receitas para namorar 

Há duas coisas infalíveis: flores e chocolate. Se não teve tempo para comprar nada, não se preocupe: as nossas receitas vão salvar-lhe o dia.

Romper barreiras

A expressão "lua de mel" surgiu porque, na Antiguidade, os casais preparavam-se para o casamento comendo mel diariamente, durante o mês que antecedia o evento.



Comece o jantar da melhor forma, com o cocktail de espumante e melancia com mel e gengibre.

Acompanhe com uma ou várias entradas preparadas com amor e ingredientes escolhidos a dedo: salada de morangos com nozes e roquefort, porque o morango não pode faltar, ou camarões panados no forno com abacate. Sabia que nos impérios inca, asteca e maia o abacate era conhecido pelas suas propriedades estimulantes?


Prato principal, de olhos nos olhos

Presentes são demasiado óbvios. Surpresa, surpresa é presentear a sua cara-metade com uma refeição preparada por si.


Aromáticos e suculentos, a alcatra com cogumelos em vinho tinto ou as costeletas de borrego com cuscuz são pratos que mostram o seu esmero a ponto de comover quem os prova. O que têm em comum? Pimenta, claro, para acalorar o momento.

Se o seu mais-que-tudo prefere peixe ou frutos do mar, podia dar-lhe ostras. Já Casanova as comia em grande quantidade! Ou pode namorar em lume brando e sem pressas ao sabor da cataplana do mar ou do caril de gambas com quiabos e gengibre, que traz uma história para lhe contar: constava que Madame Du Barry, a cortesã favorita de Luís XV, misturava gemas de ovo e gengibre para dar aos seus amantes.


Doce final

Não há nada mais amoroso e mais apaixonado do que chocolate. Se em 1600 foi apontado como tão poderoso que os líderes religiosos proibiram os monges e as freiras de o consumirem, hoje é presença obrigatória no Dia dos Namorados.


Que bom é ceder à tentação do bolo de chocolate preto com um toque de baunilha e Baileys, e fazer o tempo parar. A paixão está no ar.

Especiarias, como a canela, não são esquecidas. Tal como nas relações duradouras, o truque é saber dar um novo twist às receitas de sempre. O bolo de bolacha com canela é mais um pedaço de felicidade.




Ideias para acender a chama (ou para manter acesa)

# Juntos na natureza. Admirar as estrelas, passear num jardim ou na praia é criar recordações e sentir o simples prazer de estar juntos.
# Surpresa romântica. Escrever bilhetes românticos e pô-los nos mais variados sítios: sapato, bolso do casaco, carteira, para-brisas do carro ou na secretária do trabalho.
# Para mais tarde recordar. Imortalizar o dia com um vídeo romântico, que pode mostrar ao mundo através das redes sociais.
# Para último, fica a melhor de todas: assim que acabar de ler este artigo, corra até à sua cara-metade e diga-lhe o quanto gosta dela!


Mais Noticias de Sabe Bem

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)