Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
5

A história do Esporão em rótulos de vinhos

Esta é a única empresa portuguesa que convida artistas para desenhar rótulos dos vinhos premium.
Edgardo Pacheco 29 de Maio de 2018 às 10:00
Livro evoca os rótulos de vinho do Esporão desenhados por artistas portugueses
Livro evoca os rótulos de vinho do Esporão desenhados por artistas portugueses
Livro evoca os rótulos de vinho do Esporão desenhados por artistas portugueses
Livro evoca os rótulos de vinho do Esporão desenhados por artistas portugueses
Livro evoca os rótulos de vinho do Esporão desenhados por artistas portugueses
Livro evoca os rótulos de vinho do Esporão desenhados por artistas portugueses
Livro evoca os rótulos de vinho do Esporão desenhados por artistas portugueses
Livro evoca os rótulos de vinho do Esporão desenhados por artistas portugueses
Livro evoca os rótulos de vinho do Esporão desenhados por artistas portugueses
Livro evoca os rótulos de vinho do Esporão desenhados por artistas portugueses
Livro evoca os rótulos de vinho do Esporão desenhados por artistas portugueses
Livro evoca os rótulos de vinho do Esporão desenhados por artistas portugueses
Livro evoca os rótulos de vinho do Esporão desenhados por artistas portugueses
Livro evoca os rótulos de vinho do Esporão desenhados por artistas portugueses
Livro evoca os rótulos de vinho do Esporão desenhados por artistas portugueses
Como se sabe, por cá não existe o hábito de se estudar a evolução do setor agrícola. Isso é uma coisa de campónios, pelo que não valerá a pena dedicar tempo, recursos e académicos ao assunto. Aliás, por cá nem se estuda a história da alimentação, quanto mais a história da produção agrícola.

O que é que nos resta? Bom, empresas com alguma capacidade financeira para editarem um livro ou outro, como é o caso do Esporão com este ‘Esporão Colheitas e Artistas (1985-2015)’. Trata-se de uma obra de coleção para qualquer enófilo e estudante da arte, porque aqui se recorda em detalhe, com enquadramento rigoroso, todos os 32 artistas (de diferentes expressões artísticas) que desenharam os rótulos dos emblemáticos vinhos alentejanos.

Gente como Dórdio Gomes, Júlio Resende, Pomar, Joana Vasconcelos, Cabrita Reis, Felipe Oliveira Baptista ou Pedro Proença - o pintor que ficou para a história pelo facto de ter criado 2 rótulos, visto que o seu pachá de turbante para a colheita de 1999 não calhava muito bem nas prateleiras depois do 11 de Setembro. Coisas assim. 

Primeiro foi o vinho, depois o azeite e agora as cervejas
Para sermos rigorosos deveríamos acrescentar o negócio dos queijos, mas esse ficou pelo caminho. O que é certo é que a compra da Sovina (o primeiro cervejeiro artesanal português com dimensão e digno desse nome) apanhou muita gente despercebida, mas João Roquette, CEO do Esporão, entende que o mercado das cervejas artesanais irá crescer.

E que quem se associar a produtos de qualidade estará na linha da frente.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)