Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
3

Casal Garcia oferece sangria na garrafa

Os apreciadores escusam de preocupar-se com a mistura dos ingredientes.
Edgardo Pacheco 9 de Agosto de 2017 às 16:31
Sangrias novas do Casal Garcia
Sangrias novas do Casal Garcia FOTO: Direitos Reservados
Uma sangria não é propriamente um daqueles produtos que excita quem se dedica à escrita de vinhos ou de comida, mas, lá está, estes refrescos que misturam vinhos com fruta, açúcar e algum gás costumam ser importantes para muita gente que se inicia no mundo do vinho.

Por regra, as sangrias são preparadas nos restaurantes, onde cada casa se orgulha de um outro ingrediente que dá uma nota peculiar à bebida, sendo que o ponto alto da coisa acontece quando a ‘bebida gaseificada’ é espumante ou champanhe.

Mas, no mercado há já produtores que fazem o favor de facilitar a vida aos adeptos da bebida, em particular quando querem beber as sangrias em casa. É o caso da Bacalhoa Vinhos, com o Casal Mendes (marca Aliança) e da Aveleda, com o Casal Garcia Sangria.

Não precisamos de andar a brincar aos alquimistas e juntar mais isto ou aquilo. Nem sequer precisamos de um saca rolhas porque, cortiça, nem vê-la. Para vinhos singelos, aberturas simples.

O Casal Mendes  
Revela notas de frutos de baga pretos, com algum vegetal. Na boca é bastante doce. Parece um rebuçado.
3 €

O Casal Garcia
É um autêntico perfume de pêssego e citrinos.
3.80€
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)