Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
2

Conheça o vinho do Douro feito com 30 castas

Quinta do Côtto foi uma marca pioneira na modernização dos vinhos do Douro.
Edgardo Pacheco 1 de Fevereiro de 2019 às 21:30
Vinho
Produção de vinho
Produção de vinho
Vinho
Produção de vinho
Produção de vinho
Vinho
Produção de vinho
Produção de vinho
Quem gosta de vinho e quem escreve sobre vinhos deve muito aos tintos da Quinta do Côtto, marca pioneira na apresentação do Douro como região de vinhos tranquilos há cerca de três décadas.

De resto, esta distância temporal faz com que – injustamente – muitas empresas históricas estejam hoje esquecidas. Se um destes dias juntássemos tais empresas isso era capaz de suportar um livro.

Seja como for, a verdade é que a Quinta do Côtto andou alguns anos arredada do palco dos vinhos do Douro. Aos poucos regressa ao convívio, mas com vinhos do Douro que não só se mantêm coerentes com o seu terroir do Baixo Corgo, como assentam que nem uma luva nas tendências que exigem vinhos mais frescos e mais gastronómicos.

Este Quinta do Côtto - Vinha do Dote, 2015, é um bom exemplo, talvez pelo facto de resultar de uma vinha velha em que o sistema de castas é tudo ao molho e fé em Deus. Em concreto, nesta vinha existirão 30 castas. Isto é muita riqueza, é muito terroir e muito aroma e sabor. Gostamos disso.
Douro Quinta do Côtto Baixo Corgo Dote Deus vinicultura
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)