Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
1

Marquês de Borba Colheita é um branco moderado em matéria de álcool

Vinho feito com as castas Antão vaz, Viognier e Arinto, esta para dar frescura.
Edgardo Pacheco 20 de Abril de 2019 às 12:48
Copo de vinho branco
Copo de vinho branco FOTO: iStockPhoto
Quem gosta de vinho com critério gosta de ser surpreendido com o ano climático em cada colheita. E assim é que deve ser.

Sucede que, para vinhos de gama média ou média/alta, os produtores têm de ter cuidados em manter sempre o perfil dos seus vinhos, porque há uma faixa de consumidores que se mantém com tanta fidelidade à marca que não gosta de ser surpreendido com mais ou menos frutos tropicais, mais ou menos álcool ou mais ou menos acidez. E como os produtores vivem das vendas de vinhos de maior volume, todos os cuidados são poucos.

Ora, o Marquês de Borba Colheita, sendo um vinho de reconhecida qualidade, tem esta preocupação de manutenção do perfil da marca (quem quiser complexidade em brancos deste produtor terá de ir ao Vila Santa).

É um vinho que nos dá muito jeito quando damos de caras com uma carta de vinhos desconhecidos ou com preços hiperespeculativos. Nessas alturas, um Marquês de Borba Colheita é sempre seguro.

Peixe frito e a açorda
A presença da casta Arinto faz com que o vinho seja fresco e a Antão Vaz dá volume. Assim temos um vinho perfeito para um peixe frito com uma açorda de ovas intensa.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)