Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
1

Madonna em Lisboa: "O fado é o melhor estilo musical do Mundo"

Cantora regressou a ‘casa’ para oito concertos únicos, numa clara homenagem à cultura portuguesa e à cidade de Lisboa.
Catarina Figueiredo 17 de Janeiro de 2020 às 16:00
Madonna durante a digressão 'Madame X'
Madonna durante a digressão 'Madame X'
Madonna durante a digressão 'Madame X'
Madonna durante a digressão 'Madame X'
Madonna durante a digressão 'Madame X'
Madonna durante a digressão 'Madame X'
O concerto de Madonna no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, é uma autêntica ode ao Fado e à cultura portuguesa.

"Este é um concerto muito emotivo para mim. Foi aqui que tudo começou", deixou escapar a artista norte-americana, perante uma plateia praticamente lotada e em extâse, no arranque da sua digressão 'Madame X', em Lisboa.

A capital portuguesa foi escolhida para ser o palco de oito espetáculos, não fosse afinal Lisboa ainda a 'segunda casa' de Madonna. O ambiente intimista do Coliseu deixa a ideia de familiaridade. Afinal, foi em Portugal - para onde se mudou há quase três anos - que Madonna encontrou inspiração para produzir o seu último álbum.

'Madame X' é uma mistura harmónica do som das cordas da guitarra portuguesa e da típica batida eletronizada da música pop contemporânea.

Em palco, Madonna é versatilidade: se por um lado mostra ao público a razão pela qual conquistou o título de 'rainha' - ao som de êxitos intemporais como 'Vogue' e 'Like a Virgin'-, é neste espetáculo que fica a ‘nu’ o seu lado mais humano.

O momento em que as gémeas Stella e Esther, e a adolescente Mercy (filhas adotivas de Madonna), sobem ao palco para um ‘pezinho de dança’, foi um dos mais aplaudidos.

Ao lado de Gaspar Varela, bisneto da fadista Celeste Rodrigues (uma das amizades que Madonna fez em Lisboa), a cantora interpretou o ‘Fado Pechincha’, embargada pela emoção. "É o melhor estilo musical do Mundo", frisou.

A norte-americana deixa claro que a sua estadia em Portugal foi ‘rica’ em inspiração, e que foi em Lisboa que redescobriu vários estilos de música, tais como a Morna de Cabo Verde. Dino d’Santiago é um dos convidados de honra de Madonna, com quem esta divide o palco para cantar ‘Sôdade’, de Cesária Évora, num momento musical único.

"Estou feliz por ver as vossas caras e não os vossos telefones", disse a artista, referindo-se ao facto de o uso de telemóveis ser proibido durante os seus espetáculos, perante uma plateia rendida aos encantos da diva que Lisboa conquistou. Recorde-se que Madonna atua ainda sábado e domingo, e dias 21, 22 e 23.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)