Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
3

Margarida Vila-Nova encarna a bela Inês em ‘Reinar Depois de Morrer’

Ao lado de José Neves, a atriz é protagonista da peça do espanhol Luis Vélez de Guevara, no Teatro Municipal Joaquim Benite.
Ana Maria Ribeiro 30 de Outubro de 2019 às 17:00
‘Reinar depois de Morrer’ no Teatro Municipal Joaquim Benite
‘Reinar depois de Morrer’ no Teatro Municipal Joaquim Benite
‘Reinar depois de Morrer’ no Teatro Municipal Joaquim Benite
‘Reinar depois de Morrer’ no Teatro Municipal Joaquim Benite
‘Reinar depois de Morrer’ no Teatro Municipal Joaquim Benite
‘Reinar depois de Morrer’ no Teatro Municipal Joaquim Benite
‘Reinar depois de Morrer’ no Teatro Municipal Joaquim Benite
‘Reinar depois de Morrer’ no Teatro Municipal Joaquim Benite
‘Reinar depois de Morrer’ no Teatro Municipal Joaquim Benite
Margarida Vila-Nova admite que quando foi convidada para ser Inês de Castro nos palcos ficou surpreendida. Mas a importância da personagem, a beleza do texto e a oportunidade de trabalhar – pela primeira vez na sua carreira – com a Companhia de Teatro de Almada, fizeram com que aceitasse o convite. De caras.

Em ‘Reinar depois de Morrer’, do dramaturgo espanhol Luis Vélez de Guevara, ela interpreta, ao lado do ator José Neves e a partir desta sexta-feira, no Teatro Municipal Joaquim Benite, uma das mais belas histórias de amor jamais contadas.

"É uma história com a qual crescemos e que faz parte do nosso imaginário", diz a atriz à revista ‘Sexta’. "Não esperava vir a interpretar Inês, mas sinto-me lisonjeada e feliz com a oportunidade. Além de que gosto muito da companhia e do diretor, Rodrigo Francisco. Sou uma privilegiada."

A peça, escrita por um autor do século de ouro espanhol (Guevara nasceu em 1579 e morreu em 1644), mostra como o poder tirânico pode destruir um indivíduo e coloca a pureza de Inês contra a podridão de uma corte corrompida pela ambição.

"É um cliché dizer-se isto, mas tenho de o dizer: todo o processo de construção do espetáculo foi um prazer", garante Margarida Vila-Nova. "O elenco é de uma enorme generosidade e o encenador (o espanhol Ignacio García), de uma grande amabilidade", acrescenta.

As maiores dificuldades encontradas no processo foram físicas: o cenário reproduz uma espécie de circuito para a prática do skate e o texto é dito em verso. "Foram os maiores desafios desta produção, que penso que vai agradar a todo o público."

FICHA
‘Reinar Depois de Morrer’
Texto: Luis Vélez de Guevara
Encenação: Ignacio García
Interpretação: Margarida Vila-Nova, José Neves, João Lagarto, Ana Cris, David Pereira Bastos, Leonor Alecrim, Maria Frade e
Pedro Walter
Cenografia: José Manuel Castanheira
Figurinos: Ana Paula Rocha
Luz: Guilherme Frazão
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)