Barra Cofina

Correio da Manhã

C Studio
7
C-Studio
i
C- Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do Universo
É o local onde as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Inovação social a cuidar de pessoas com demência

Casa da Alegria tem uma resposta diferente e pioneira na área da saúde mental
21 de Setembro de 2021 às 11:00
A Casa da Alegria foi inaugurada a 21 de setembro de 2020, pela ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho
A Casa da Alegria foi inaugurada a 21 de setembro de 2020, pela ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho
A Casa da Alegria foi inaugurada a 21 de setembro de 2020, pela ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho

A Casa da Alegria é uma resposta inovadora e pioneira na área da saúde mental. É um projeto que "nasceu para fazer face ao problema social crescente das demências em Portugal e pela necessidade de criar respostas direcionadas para esta patologia". "Melhorar a qualidade de vida das pessoas com demências e dos seus cuidadores" é o objetivo central traçado pelo presidente do Centro Social do Vale do Homem, Jorge Pereira, quando desafiado a falar da resposta diferenciadora instalada em Lanhas, no concelho de Vila Verde.

Como estrutura residencial para pessoas com demência, a Casa da Alegria está pensada desde a conceção arquitetónica até à abordagem centrada na pessoa com demência, promovendo a sua autonomia e autorrealização.

Referência de empreendedorismo social e inovação, a Casa da Alegria tem sido distinguida também pela pertinência do projeto face à atualidade do contexto social. Conquistou já diferentes prémios promovidos por instituições nacionais e internacionais, nomeadamente pelo BPI Sénior e BPI Rural, pelo Banco BPI e Fundação "La Caixa", pela Caixa Social 2020 e Caixa Geral de Depósitos.

Ambientes "amigos da demência"

Explique-se que na Casa da Alegria foram criados ambientes "amigos da demência", que resultam num impacto significativo no bem-estar e na qualidade de vida das pessoas que vivem com demência. Estes espaços facilitam a sua integração e segurança na instituição.

O Wayfinding, através de um conjunto de orientações que facilitam a movimentação no espaço de forma intuitiva, é um processo de estímulo e valorização das capacidades humanas.

Nos espaços e equipamentos disponibilizados na Casa da Alegria, os utentes são convidados a criar o seu espaço, promovendo o sentimento de pertença e afirmação identitária.

Equipa multidisciplinar

A Casa da Alegria dispõe de uma equipa multidisciplinar, com reconhecidos conhecimentos e competências na prestação de cuidados especializados na demência, desde neurologia, médico especialista em cuidados paliativos, neuropsicologia, fisioterapia, musicoterapia e nutricionista, entre outros.

O acompanhamento e a prestação de apoio e assistência assentam numa intervenção equilibrada ente terapias farmacológicas e não farmacológicas.

Centro de Estimulação da Mente

A estrutura residencial possui um Centro de Estimulação da Mente, constituindo uma resposta que integra programas e terapias não farmacológicas na intervenção específica na área das demências. De acordo com a avaliação específica, é prescrito a cada utente um conjunto de atividades de estimulação cognitiva.

Jardim Terapêutico e Sensorial

Um verdadeiro espaço Snoezelen afirma-se no exterior do edifício da Casa da Alegria, aliando todos os elementos da natureza ao bem-estar das pessoas. O Jardim Terapêutico e Sensorial é um espaço de lazer, recreativo e de reabilitação. É totalmente acessível e integra um Circuito de Manutenção e Memória.


Edifício tem características distintas

A Casa da Alegria caracteriza-se por ser inovadora. Os equipamentos que têm à disposição das pessoas com demência, e que passamos em baixo a descrevê-las, comprovam-no.

Áreas de estimulação sensorial:

. Sala Sensorial – Promove o conforto através do uso de estímulos controlados, oferecendo uma vasta quantidade de estímulos sensoriais, desde a estimulação auditiva, a estimulação visual, a estimulação tátil e a estimulação olfativa;

· Jardim Terapêutico e Sensorial – ambiente sensorial que pressupõe a estimulação dos cinco sentidos, facilitando a sua relação com a natureza e exterior e encorajando ao exercício físico e meditação;

· Banheira de hidromassagem – incorpora 60 jatos, musicoterapia, cromoterapia e aromaterapia;

· Sala de Musicoterapia e Dança – musicoterapia e dança é uma intervenção baseada na utilização da música e dos seus elementos constituintes (ritmo, melodia e harmonia);

· Quartos sensoriais – intensidade da luz, música, contraste nos interruptores, objetos familiares.

"Caderno dos Sentidos" e iluminações marcam Mês Mundial do Alzheimer

O lançamento do "Caderno dos Sentidos" e a iluminação a roxo de edifícios e espaços públicos vão marcar o programa de iniciativas para assinalar o Mês Mundial do Alzheimer.

No âmbito de uma parceria que envolve o município de Vila Verde e as Obras Sociais Viseu, o Centro Social do Vale do Homem ilumina a fachada da Casa da Alegria a roxo – cor associada ao Alzheimer. A Câmara de Vila Verde uniu-se também à causa, com a iluminação da Fonte Torre dos Padroeiros, na Praça do Município.

Para esta terça-feira, está programado o lançamento do "Caderno dos Sentidos", uma publicação associada ao Jardim Terapêutico e Sensorial da Casa da Alegria. A cerimónia arranca às 16h00, com um momento musical a proporcionar pela AECA - Associação Educação, Cultura e Arte, de Amares.

No evento participa a vereadora Júlia Fernandes, responsável pela ação social no município de Vila Verde, estando ainda previstas intervenções de Jorge Pereira, presidente da direção do CSVH, Andreia Costa, diretora técnica da Casa da Alegria, Helena Loureiro, representante da Missão Portugal Inovação Social – Região Norte, Carla Cruz, psicóloga e técnica superior do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), e Andreia Carneiro, coordenadora da equipa de animação do CSVH.

Centro social lança Gabinete de Apoio ao Alzheimer

O Centro Social de Vale do Homem decidiu avançar com criação de um Gabinete de Apoio ao Alzheimer, associando-se ao município de Viseu e às Obras Sociais Viseu. O presidente da direção, Jorge Pereira, adianta que a estrutura, a sediar em Vila Verde, "permitirá apoio psicossocial e ao diagnóstico, intervenção e estimulação cognitiva à população". "Solidariamente, continuamos a encontrar novas respostas e a dar passos que visam melhorar a qualidade de vida das pessoas com demência, das suas famílias e cuidadores, sejam formais ou informais. Estamos a ajudar a construir uma comunidade amiga e mais inclusiva", aponta Jorge Pereira.

Sistema de Gestão de Qualidade

A Casa da Alegria recebeu da EIC a Certificação da Qualidade NP EN ISO 9001:2015. Este é um resultado do esforço e compromisso dos dirigentes, colaboradores e parceiros do Centro Social do Vale do Homem em garantir a satisfação dos seus utentes, familiares e parceiros sociais.