Barra Cofina

Correio da Manhã

C Studio
8
C-Studio
i
C- Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do Universo
É o local onde as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Recheio junta família em Braga para festejar 50 anos

Braga voltou a vestir-se a preceito para receber mais um Arraial do Recheio, uma edição especial que juntou milhares de clientes e colaboradores para festejar os 50 anos da marca.
9 de Setembro de 2022 às 10:53

O número espelha bem a importância da edição de 2022 do Arraial do Recheio: milhares de pessoas rumaram a Braga para, no Altice Forum, cantarem os 50 anos de parabéns a esta marca de cash & carry que “insiste” em fazer da proximidade ao cliente a sua maior arma. E não faltou nada, não fosse esta festa um arraial. Entre bifanas, sardinhas assadas, caldo-verde e cachorros, entre algodão-doce, pipocas, farturas e churros, clientes, colaboradores, parceiros e familiares vibraram ao som dos HMB, dos Anjos e de Zé Amaro, numa festa que terminou já passava da meia-noite de domingo. A “família” Recheio, como todos insistiam em reafirmar, está outra vez junta, após dois anos de pandemia.




Orgulho em receber a festa


Braga vestiu-se de orgulho e a preceito para acolher os 50 anos do Recheio, cash & carry que nasceu na Figueira da Foz e que hoje contempla 40 lojas e três plataformas de food service. Há 30 anos que este arraial se realiza na Cidade dos Arcebispos – uma forma de premiar o “ecossistema” Recheio pelo seu empenho e dedicação –, mas meio século impunha alargar este convívio a mais parceiros, clientes e colaboradores de outras lojas. Sara Pinto e Sara Vieira, do departamento de comunicação e marketing do Recheio, explicaram-nos que os preparativos começaram em abril, com as últimas semanas a serem decisivas para ajustes de pormenores. Ao todo, mais de 180 pessoas estiveram envolvidas na organização deste evento. “Os colaboradores têm um imenso orgulho no arraial, adoram ajudar, ninguém está aqui obrigado, e os clientes e parceiros estavam ansiosos por voltarem a estar presentes nesta festa. Temos uma estreita relação de proximidade com todo o ecossistema e isso, aqui, faz-se claramente sentir.”



Para sempre Anjos


Um dos momentos altos da noite foi a atuação dos Anjos, a dupla composta por Sérgio e Nelson, que desde jovens encantam o público português. Hoje, com uma carreira sólida e madura, os artistas admitem que ainda têm muita coisa para fazer. “Sentimo-nos motivados. O grande desafio é atualizar o nosso som, fazer músicas novas, mas sem nunca perder a identidade, de resto o que nos manteve ligado ao nosso público durante todos estes anos.” E nós testemunhámos – claramente! – isso. No denominado “meet-and-greet”, um espaço no qual os fãs podem privar com os seus ídolos, as fotos iam sendo tiradas, as selfies disparadas com mais ou menos rubor no rosto das convidadas. Lá fora, quem não entrou entoava o “Ficarei”, numa espécie de “hino tributo” aos irmãos Rosado. “É isto que nos motiva para fazer novos projetos”, disseram-nos.




E são também estes eventos que dão palco e visibilidade a artistas como os Anjos. Nelson Rosado admite que o alavancar de marcas nacionais, como o Recheio, é fundamental. “São marcas que têm valores incutidos, como a proximidade, como a qualidade, traz-nos um sentimento de familiaridade. Como nós, como os Anjos.”

Quanto a novos projetos, a Universal, multinacional na área da música, convidou a dupla para um projeto de Natal. “Somos nós e muitos amigos convidados”, garantiu Sérgio.



Festa da família


Família, família, família. Esta foi a palavra mais pronunciada durante todo o dia de domingo. Desde colaboradores a responsáveis, convidados ou clientes, ninguém se escusou de enfatizar que estávamos perante uma família alargada. Nuno Pinto, diretor de operações a Norte, explicou que este ano, por serem as bodas de ouro, "resolvemos fazer uma festa diferente, alargando o convite a outras lojas. Os nossos colaboradores adoram esta festa e, sobretudo, merecem este espaço e tempo de convívio, de trocas de ideias."




E lá está: a família. “Esta é a festa da família. Não tenho qualquer dúvida de que cada um de nós faz o seu melhor, todos os dias, para levar até ao cliente o que ele realmente precisa. Por isso, estes miminhos são muito importantes.” Aliás, segundo Nuno Pinto, a “corrida” aos bilhetes foi grande. “Todos os clientes queriam estar presentes e garantir bilhete para o arraial.”



Orgulho em ser Recheio


Bruno Costa, colaborador do setor Garrafeira, que, no domingo, foi uma das 180 pessoas que ajudaram a edificar este evento, era o completo rosto de felicidade quando falou connosco. “Tenho um enorme orgulho e prazer em representar o Recheio. Gosto, sobretudo, da sensação de os clientes estarem a usufruir deste convívio que todos já ansiávamos, estavam sempre a perguntar se ia haver!”

Quanto perguntámos a Bruno Costa se conhecia bem os seus clientes, de sorriso alargado confessou que alguns até já trata por “tu”. “São muitos anos de relacionamento próximo, de confiança. São efetivamente mais do que clientes. São amigos.”

A festa não terminou, claro, sem um bolo de aniversário e os respetivos parabéns aos 50 anos de Recheio.