Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais C-Studio
2
Especiais C-Studio
i
C- Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do Universo
É o local onde as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Férias na neve são nas Astúrias

Estâncias de esqui Valgrande-Pajares e Fuentes de Invierno prometem dias de sonho. Equipamentos correspondem a todas as expetativas e a localização permite fazer vários programas, desde culturais a gastronómicos.
22 de Novembro de 2019 às 10:47
FOTO: Turismo das Astúrias

Por esta altura, muitas pessoas estão a fazer planos para as férias de Natal e Ano Novo. Passar este período estival "na neve" da montanha é um clássico que muitas famílias, casais, solteiras e solteiros não dispensam. Se as férias forem passadas a esquiar, melhor!

Para quem gosta deste género de programa, seja no Natal ou em qualquer outra altura nos meses mais frios do ano, existem duas boas opções no Principado das Astúrias, aqui ao lado, na vizinha Espanha: Valgrande-Pajares e Fuentes de Invierno. Nestas duas estâncias as modalidades rainhas são o esqui e o snowboard, porém, existem outras atividades que se podem experimentar, como por exemplo o freestyle.

A estância de Valgrande-Pajares é a mais veterana do Norte da Península Ibérica e a terceira de Espanha. Familiar, amigável e confortável, é perfeita para fazer desporto, contando com mais de 21 quilómetros de pistas de diferentes níveis de dificuldade, as quais dão acesso a quatro telesquis, dois teleféricos de quatro lugares, dois teleféricos de dois lugares e uma faixa. Tem ainda um snowpark e uma pista de fundo. 

Pajares, localizada numa das áreas mais abruptas e montanhosas do concelho de Lena, caracteriza-se igualmente pelas belas paisagens e pelo relevo. Mais: foi também ali, mais concretamente no Cuitunigru, que teve lugar a espetacular etapa rainha da Volta a Espanha em bicicleta, na edição de 2012, vencida por Dario Cataldo. 



Por sua vez, Fuentes de Invierno é a estância de esqui mais moderna da cordilheira Cantábrica, possuindo equipamentos de última geração como telecadeiras, telesqui ou tapete rolante. Oferece 8,7 quilómetros esquiáveis, divididos em 15 pistas de diversos níveis. Está inserida num ambiente saudável de grande beleza no maciço central asturiano, concretamente no concelho de Aller.

Tal como Valgrande-Pajares, estas estâncias têm à disposição dos hóspedes material desportivo, escolas de esqui ou restauração. E tal como Pajares – e como as Astúrias estão de braço dado com o ciclismo –, também tem história na Vuelta.


Localização de excelência

Valgrande-Pajares e Fuentes de Invierno encontram-se situadas a menos de 100 quilómetros das três principais cidades asturianas: Oviedo/Uviéu, Gijón/Xixón e Avilés. As duas estâncias estão igualmente próximas da costa mais bem preservada de Espanha.

No caso de Fuentes de Invierno, dista apenas de 70 quilómetros de Oviedo/Uviéu, que tem uma rica oferta cultural, com destaque para a catedral e a Câmara Santa, o Museo de Bellas Artes de Asturias e o Museu Arqueológico de Astúrias. Se decidir visitar a capital das Astúrias, é obrigatória uma passagem pela Rua Gascona, para comer e provar a sidra, a bebida mais icónica da região.

Quanto a Valgrande-Pajares, está a 40 minutos de Oviedo/Uviéu e a menos de uma hora de Gijón/Xixón e Avilés, ambas impressionantes culturalmente. Realce-se a extensa oferta museológica em Gijón/Xixón, destacando-se o Muséu del Pueblu d’Asturies. Em Avilés, nota para o Centro Niemeyer e para os quilómetros de ruas históricas com os seus arcos. Nestas duas cidades mais a norte, na costa, é imperdível comer o marisco e o peixe das águas do mar Cantábrico. Em Gijón/Xixón, por exemplo, pode optar por ir ao bairro de Cimavilla para fazer o repasto.

 

Sabores asturianos ali tão perto…

Precisamente no que diz respeito à gastronomia - e como o desporto em geral abre o apetite e as atividades na neve não são exceção -, sugere-se a prova dos queijos Cabrales, Gamonéu e Afuega’lPitu. Pode acompanhar estes queijos artesanais com o vinho de Cangas. Estes vinhos DOP também servem de acompanhamento dos afamados peixes e mariscos da região costeira e dos pratos de carne local: a suculenta e tenra vitela asturiana, o cachopo (bifes panados), o cabrito assado ou os chouriços e morcelas. Os enchidos levam-nos à fabada (uma espécie de feijoada de feijão branco asturiano), um dos pratos mais conhecidos do cardápio da região, que tem muito mais para degustar.



… e muito mais à mão de semear

Partindo das duas estâncias pode ainda visitar-se aldeias típicas, percorrer itinerários de montanha, fazer turismo rural e usufruir do rico património cultural e natural da região. Fuentes de Invierno, por exemplo, é perto do Parque Natural de Redes. Por sua vez quem está em Valgrande-Pajares pode visitar a ermida de Santa Cristina de Lena, edificação da arte pré-românica considerada Património da Humanidade pela UNESCO. Tudo fácil e tudo simples até porque os acessos são bons.

Tudo sobre as Astúrias em: www.turismoasturias.pt