Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais C-Studio
7
Especiais C-Studio
i
C- Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do Universo
É o local onde as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

“Estamos entre os melhores produtores da Europa”

A Agrupalto conquistou vários prémios, entre os quais o Porco Diamante, que distingue o melhor produtor em Portugal
29 de Novembro de 2019 às 12:56
A Agrupalto tem sido premiada
A Agrupalto tem sido premiada
A Agrupalto tem sido premiada

Fundada em 1994, a Agrupalto é "a maior organização de produtores de suínos em Portugal", afirma Dina Almeida, administradora do grupo. A sua criação partiu da vontade de alguns produtores que decidiram concentrar a comercialização dos seus animais numa só entidade para competir, num panorama europeu, com um produto uniforme e ter capacidade de resposta necessária para o mercado nacional e internacional. "Foi claramente uma estratégia bem conseguida que atingiu, até agora, os objetivos dos produtores", destaca a responsável.

Hoje, o grupo vende mais de um milhão e meio de porcos por ano, com mais de 40.000 porcas reprodutoras em produção. Tem 15 empresas associadas.

Numa segunda fase, foi decidido ter uma estrutura de gestão técnico-económica única, com critérios de gestão uniformes, otimizando os meios humanos disponíveis nos diversos agrupados para produzir com a melhor qualidade possível a um baixo custo.

"Podemos dizer hoje, com muito orgulho, que estamos entre os melhores produtores da Europa e temos vários prémios de reconhecimento, entre os quais o Porco Diamante, que distingue o melhor produtor em Portugal", sublinha Dina Almeida.

Os projetos da Agrupalto

A dimensão da Agrupalto deu origem ao aparecimento de diversos projetos. Dina Almeida explica-os.

A Socampestre é a maior central de compras de produtos e equipamentos para suínos do País. Surgiu no início para a compra de medicamentos pelos agrupados e depois o conceito foi alargado para outros produtos como equipamentos para o pessoal e explorações.

O Master Pig forma mão de obra qualificada e especializada na área, com uma empregabilidade de 75% nas nossas empresas.

A Farmcontrol monitoriza e controla explorações online e em tempo real, revelando-se uma ferramenta essencial para a poupança de recursos nas unidades de produção. Este é o primeiro sistema no mundo especializado em zootecnia de precisão para suínos, garantido o seu bem-estar e as melhores práticas ambientais.

A AGPmeat exporta cerca de 30% da produção das empresas agrupadas para 24 países.

A Maporal é a nova unidade de abate e processamento de carne dos animais da organização. Está situada em Reguengos de Monsaraz. A Maporal permite a verticalização do processo produtivo da Agrupalto, garantindo, entre outras coisas, a rastreabilidade do prado ao prato.

Explica ainda que face a um investimento de 15 milhões de euros, está-se a trabalhar para que, em julho de 2020, seja inaugurada a maior e mais moderna unidade do País de abate e desmancha de carne de suíno. "Este é um projeto muito importante para Portugal no setor da agropecuária, situado no interior, que vai dinamizar a região e favorecer a economia ao nível do emprego e sustentabilidade."

O segredo da organização

Quanto ao segredo do sucesso, assenta na confiança que os seus associados depositam na Agrupalto. Esta confiança permite trabalhar de forma serena e focada naqueles que são os objetivos da organização e principalmente dos dos empresários, que confiam à Agrupalto a gestão técnica e a comercialização de todos os suínos que produzem. "A uniformização da genética, planos profiláticos e alimentares, assim como a profissionalização das nossas estruturas, permite produzir de forma controlada e com qualidade. O sucesso da Agrupalto é o sucesso dos nossos agrupados e das suas equipas!", destaca Dina Almeida.

Preocupações ecológicas

Em relação ao compromisso ambiental da organização registe-se o forte investimento na valorização agrícola pela aplicação de matéria orgânica gerada pelas suas unidades de produção. "Pensamos que com esta solução evitamos que se apliquem nos solos agrícolas adubos químicos prejudiciais ao ambiente, substituindo por adubos orgânicos que favorecem o enriquecimento dos solos, evitando a erosão de forma natural".

Os desafios para o futuro passam por continuar a crescer, assentes em bases sólidas e de compromisso com os seus associados. "Para os próximos quatro anos, faremos uma grande aposta na consolidação da nossa estratégia de exportação de carne de suíno, em busca de alternativas que dêem uma mais valia aos nossos produtos", conta a responsável e prossegue: "Apostaremos na valorização da marca de porco nacional, o Porco.pt, e vamos trabalhar para termos mais produtores a associarem-se à nossa organização, que é a maior em Portugal e que pretende continuar a crescer."

Dina Almeida recorda que a Agrupalto é "a primeira empresa portuguesa a exportar carne de suíno para a China, o que permitiu ser distinguida com um prémio de Mérito Empresarial – Comércio Externo, na 6ª GALA PORTUGAL – CHINA que se realizou no passado dia 13 no Casino do Estoril". É um prémio que "muito honra" a organização. "Marca um feito histórico para o setor e que para nós é o resultado do empenho e dedicação que colocamos em todo o nosso trabalho."

A frase que caracteriza a Agrupalto é: "Estar juntos é um começo, continuarmos juntos é progresso, trabalhar em conjunto é sucesso." Esta é uma frase de Napoleon Hill utilizada há muitos anos e, de facto, a que melhor descreve a Agrupalto.