Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais C-Studio
4
Especiais C-Studio
i
C- Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do Universo
É o local onde as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Agência de talentos especiais

A agência de empregabilidade da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa está a completar o primeiro ano de existência. Projeto já acompanhou 1256 pessoas e "recrutou" 154 empresas.
5 de Maio de 2022 às 11:14

Aos 42 anos, Mário Rui Catita está prestes a assinar o seu primeiro contrato de trabalho com a Meristema, uma empresa nacional especializada em serviços ambientais. A contratação fez-se através da Valor T, agência de empregabilidade da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa que ‘nasceu’ há um ano para ajudar, apoiar e suportar pessoas com deficiência na construção de carreiras profissionais estáveis e adequadas às capacidades de cada um. Desde maio de 2021, a Valor T acompanhou 1256 candidatos, realizou 947 entrevistas e tem 278 candidatos em fase de seleção e recrutamento. Desde o lançamento, 154 grupos empresariais efetuaram registo na plataforma Valor T e 12 empresas integraram pessoas com deficiências nas suas equipas. O objetivo de potenciar talentos e de apoiar as empresas no processo de integração de pessoas com deficiência tem impacto direto nas suas vidas, como aconteceu com Mário.

Apaixonado pela jardinagem e pela horticultura desde a infância, Mário – que sofre de  Nanismo Acondroplásico – já costumava fazer alguns serviços ocasionais nesta área, além de ter trabalhado na restauração e como voluntário no Hospital de São João de Deus, em Montemor. Só que, quando chegava a altura de assinar um contrato... "a minha estatura surgia sempre como justificação e obstáculo", recorda. O desejo de agarrar uma oportunidade que lhe permitisse a autonomia levou-o a recorreu à Valor T. Fez entrevistas à distância e eis que surgiu a hipótese de colocação, já este mês, na Meristema.

O desejado contrato, com duração de um ano, vai acarretar muitas mudanças, a começar pelo local de residência: "A empresa é em Loures e já arranjei um quarto partilhado em Sintra. Agora só quero começar a trabalhar, poupar algum dinheiro e, quem sabe, um dia viajar dentro do nosso País, que é tão bonito!"

 

Achar a pessoa certa

A Valor T surgiu para promover a combinação ideal entre o talento de quem procura uma oportunidade de trabalho e as necessidades das empresas. Neste caso concreto, estes talentos trazem consigo histórias de superação, e desafiam as empresas a fazer parte do caminho para uma sociedade mais justa e coesa, através da inclusão. Ciente da importância deste desafio para o plano estratégico da empresa – a nível da sustentabilidade e responsabilidade social – Madalena Fernandes, diretora de Recursos Humanos da Coba, inscreveu-a na plataforma Valor T, como entidade empregadora. Visava preencher uma vaga no departamento de Capital Humano.

"Desde que o compromisso foi assumido com a Valor T, nem sequer entrevistámos mais ninguém para preencher o lugar. Esperámos o tempo que foi pre[1]ciso", confessa ao CM. A agên[1]cia não desiludiu e trouxe, há um mês, "a pessoa certa", com a "formação necessária e a motivação ideal". A funcionária não é identificada, precisamente para não comprometer a sua integração, mas ao CM afirmou "estar muito feliz" e sentir-se "realizada" nas novas funções.

É este precisamente o resultado que Vanda Nunes, diretora da Valor T, espera: "O que pretendemos é contribuir para gerar relações laborais duradouras e de realização mútua, o que, como sabemos, é um processo exigente em qualquer organização e por isso tem de ser bem preparado e acompanhado para uma integração bem-sucedida, que se traduza em realização e valor para as pessoas e para as empresas."

Madalena Fernandes acatou o desafio lançado pela agência Valor T



"Dedicamos o tempo necessário a cada um"

Correio da Manhã – Em que ponto está a mobilização das empresas?
Vanda Nunes, diretora da agência Valor T
– Mais de de 150 empresas estão registadas na Valor T, muitas numa fase inicial de primeiros contactos para delinearmos o respetivo plano de trabalho e ações a desenvolver conjuntamente, outras em fase de implementação de ações que visam preparar equipas e organização interna para a contratação e outras com as quais já estamos a desenvolver processos de recrutamento, de contratação e de integração.

– Como é o processo que leva à contratação?
– A nossa metodologia assenta num processo próximo de conhecimento de cada pessoa que se inicia com o registo na plataforma, na ativação do registo com a apresentação detalhada do seu perfil, habilitações, experiências e, concluída essa fase, segue-se a primeira entrevista com um dos nossos psicólogos. Em cada entrevista dedicamos o tempo necessário para aferirmos as motivações, competências, perfil dos nossos candidatos.

Por Boas Causas