Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais C-Studio
4
Especiais C-Studio
i
C- Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do Universo
É o local onde as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Partilhar dinâmicas para promover mudança na comunidade

Os seniores do Centro de Dia de Santo Condestável mudaram-se esta semana para as novas instalações na Rua Ferreira Borges, em Campo de Ourique.
27 de Maio de 2021 às 11:20
O novo espaço comporta uma residência assistida (em cima) com capacidade para 12 residentes e albergará também o Centro de Dia de Santo Condestável, que acolhe cerca de 60 utentes.
O centro desenvolve ações para a comunidade, como atividades de culinária.
Sala de inclusão digital.
O novo espaço comporta uma residência assistida (em cima) com capacidade para 12 residentes e albergará também o Centro de Dia de Santo Condestável, que acolhe cerca de 60 utentes.
O centro desenvolve ações para a comunidade, como atividades de culinária.
Sala de inclusão digital.
O novo espaço comporta uma residência assistida (em cima) com capacidade para 12 residentes e albergará também o Centro de Dia de Santo Condestável, que acolhe cerca de 60 utentes.
O centro desenvolve ações para a comunidade, como atividades de culinária.
Sala de inclusão digital.

Um espaço de todos e para todas as idades, de diferentes estratos sociais. É esta a ambição do Centro Intergeracional Ferreira Borges. O equipamento integra várias respostas.

A primeira a mudar-se para as novas instalações foi a Residência Assistida com capacidade para 12 pessoas distribuídas em nove residências (seis individuais e três duplos). Seguir-se-á o centro de dia com 60 utentes, além do apoio alimentar à comunidade (para cem utentes), do espaço de inclusão digital, com capacidade para oito pessoas em simultâneo, e as atividades socioeducativas para crianças e jovens, em articulação com os parceiros.

O centro visa também desenvolver a componente de intervenção comunitária que na sequência do trabalho desenvolvido pretende a mobilização de parcerias entre instituições e serviços públicos e privados, fomentando a participação das comunidades locais na identificação e na resolução conjunta de problemas da comunidade e na construção e implementação de projetos e de iniciativas comunitárias.

A inauguração contou com a presença da Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, que descreveu o centro como "um espaço de vida, de integração geracional e inclusão, que promove o envelhecimento saudável e ativo".