Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais C-Studio
6
Especiais C-Studio
i
C- Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do Universo
É o local onde as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

A avaliação geriátrica global em contexto hospitalar

O Trofa Saúde Hospital na Amadora possui um corpo clínico composto por três médicos de medicina interna com diferentes especializações permitindo a diversificação de cuidados e abrangendo vastas áreas de conhecimento. Salienta-se a oferta aos clientes com mais de 65 anos de cuidados médicos, inovadores em Portugal, especializados em geriatria, centrados no doente – patient-centered care.
1 de Outubro de 2019 às 08:12
Redigido por Dr.ª Isabel Pulido Valente (OM 44266), Médica especialista em Medicina Interna no Trofa Saúde Hospital na Amadora
Em consulta ou internamento é realizada uma avaliação geriátrica global por um médico com especialização em geriatria, permitindo uma avaliação clínica e funcional multidimensional e constituindo uma abordagem interdisciplinar, que tem como objetivos principais a identificação de perturbações funcionais (dificuldade na execução de tarefas básicas como banho, autocuidado, vestir, comer, fazer compras, usar transportes, tomar conta da sua medicação), físicas (dificuldades na marcha, quedas, desequilíbrios, tonturas), mentais (tristeza e esquecimentos), nutricionais, sociais, controlo da dor crónica e gestão da medicação e a construção de um plano de intervenção em que a ênfase é posta na recuperação da capacidade perdida. A avaliação geriátrica global permite ainda identificar indivíduos com síndrome de fragilidade. A síndrome de fragilidade corresponde a três, ou mais, de cinco características: fraqueza (falta de massa muscular); marcha lenta; baixa atividade física; exaustão ou intolerância ao exercício; e perda de peso involuntária. Os doentes frágeis têm elevado risco de complicações, incluindo quedas, fraturas, hospitalização, piores resultados de quimioterapias, cirurgias, hemodiálise, maior probabilidade de dependência motora e maior mortalidade, por isso a sua identificação e o tratamento precoce são essenciais. A fragilidade desenvolve-se num contínuo desde a fase clinicamente não aparente na ausência de fatores de stress (tais como: doença aguda, hospitalização, cirurgia eletiva ou urgente, queda), passando pelas fases iniciais nas quais a intervenção é mais promissora, até à fase final com alto risco de mortalidade num curto espaço de tempo. De um modo geral, quando comparada com a prática médica tradicional, a avaliação geriátrica global tem conduzido à identificação de problemas previamente não reconhecidos, sendo utilizada esta avaliação dos doentes com mais de 65 anos desde os anos 80 em muitos países desenvolvidos com claros benefícios. O Trofa Saúde Hospital possui uma equipa multidisciplinar, composta por médico, enfermeiro, fisiatra, fisioterapeuta, nutricionista e psicólogo, que numa só consulta ou durante um internamento por qualquer causa consegue perceber necessidades e realizar um plano de reabilitação, permitindo a recuperação e oferecendo uma melhor qualidade de vida aos seus clientes.