Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais C-Studio
8
Especiais C-Studio
i
C- Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do Universo
É o local onde as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Centro de excelência em infeções osteoarticulares

Para a comunidade médica em geral, todas as infeções representam um enorme desafio, sendo fonte de preocupação constante e uma complicação temível após qualquer cirurgia, Trofa Saúde Hospital Central, Vila do Conde
18 de Dezembro de 2020 às 10:28


Dr. Manuel Mendes Gomes (OM47497) - Medicina Interna, Dr. Miguel Abreu (OM48029) – Infeciologia e Prof. Doutor Ricardo Sousa (OM42897) - Ortopedia, Equipa Médica Multidisciplinar responsável pela Consulta de Infeções Osteoarticulares do Centro de Tratamento de Infeções Osteoarticulares do Trofa Saúde Hospital Central, em Vila do Conde

As infeções osteoarticulares, ou seja, dos ossos e das articulações, em particular, têm um significativo impacto negativo não só em termos médicos, com enorme morbilidade e mesmo mortalidade, como em termos sociais e económicos, com custos excessivos que derivam da necessidade de múltiplas cirurgias, internamentos e tratamentos antibióticos prolongados. Com o aumento consistente do número de próteses realizadas anualmente, e um número cada vez maior de pessoas a viver com alguma prótese, as estatísticas nacionais e mundiais apontam para um crescimento exponencial futuro das infeções após artroplastias.

A particular dificuldade no combate às infeções osteoarticulares prende-se com as especificações que lhes são inerentes. Por um lado, o seu diagnóstico é frequentemente difícil, pois muitas vezes a infeção não é evidente: repetidamente não estão presentes os tradicionais sinais clínicos de infeção e esta traduz-se “apenas” em dor persistente e falência inexplicada de sucessivas cirurgias de revisão. Por outro lado, mesmo após a determinação do diagnóstico, o tratamento é exigente e laborioso, comummente associado a taxas de falência elevadas que potenciam as consequências adversas.

Compreende-se, assim, a necessidade de garantir uma resposta clínica especializada e claramente diferenciada, não só ao nível de uma adequada e assertiva intervenção cirúrgica como de um conhecimento pormenorizado da microbiologia e da terapêutica antibiótica otimizada, direcionada para cada doente em específico, considerando o seu estado de saúde em geral e eventuais problemas de saúde associados. É amplamente reconhecido que o sucesso do tratamento desta patologia aumenta significativamente quando realizado em centros especializados, com recurso a cuidados diferenciados e em multidisciplinaridade.

Com o compromisso de oferecer as melhores estratégias diagnósticas e terapêuticas no combate às infeções osteoarticulares e o acompanhamento dedicado a cada doente, com plano de tratamento direcionado e específico para cada caso, surge, no Trofa Saúde Hospital Central em Vila do Conde – o maior hospital privado do País e um hospital equipado e com resposta instalada em patologia laboratorial, imagiologia e outros meios complementares de diagnóstico, bem como internamento em cuidados intermédios/intensivos -, uma equipa multidisciplinar representada pela Ortopedia (coordenação), Infeciologia e Medicina Interna que forma o Grupo de Diagnóstico e Tratamento de Infeções Osteoarticulares.

Este conta ser, no panorama da saúde privada em Portugal, o primeiro centro nacional de referência e excelência altamente diferenciado no diagnóstico e tratamento de infeções protésicas e outras infeções osteoarticulares.