Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais C-Studio
3
Especiais C-Studio
i
C- Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do Universo
É o local onde as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Diabetes: a pandemia do século XXI

A diabetes resulta de um défice de produção e/ou ação da insulina, levando a níveis altos de açúcar no sangue (hiperglicemia)
13 de Novembro de 2020 às 07:37


Redigido por Dr.ª Ana Sofia Osório (OM56656), Endocrinologista no Trofa Saúde Amadora e Loures

A Diabetes Mellitus (DM) é uma doença crónica que atinge cerca de 14,2% (1) dos adultos portugueses. Existem vários tipos de diabetes:
• A DM tipo 1 é mais frequentemente diagnosticada em idade jovem e resulta, na maioria dos casos, da destruição autoimune das células produtoras de insulina (células beta). Desta forma, o tratamento passa pela administração de insulina.

• A DM tipo 2 é a mais prevalente na população. Está associada a estilos de vida pouco saudáveis (sedentarismo, tabagismo e maus hábitos alimentares) e tem um forte componente hereditário. Numa fase inicial da doença, verifica-se uma resistência à ação da insulina, que posteriormente evolui para diminuição da sua produção pelo pâncreas.

• A Diabetes gestacional surge em 8,8% (2) das grávidas e tende a desaparecer após o parto. Envolve uma combinação de secreção e ação inadequadas da insulina, assemelhando-se à DM tipo 2 em vários aspetos. O controlo dos níveis de glicose no sangue durante a gestação é fundamental para a saúde do feto e da grávida. As mulheres com história de diabetes gestacional têm um maior risco de desenvolver DM tipo 2 no futuro.

Os sintomas mais característicos da diabetes são a poliúria (urinar muito), polidipsia (muita sede) e polifagia (muita fome), acompanhados por perda de peso, visão turva e fadiga. Numa fase inicial, a diabetes não costuma dar muitos sinais e sintomas. Daí ser importante a realização de rastreios programados e o cálculo do risco, para diagnosticar e tratar a diabetes numa fase precoce, a fim de prevenir e atrasar as suas complicações, como a doença renal diabética, a retinopatia diabética (a nível ocular), a neuropatia diabética (a nível dos nervos), as amputações de membros, a disfunção sexual, entre outras.

A prática de atividade física regular e a adoção de um regime alimentar saudável são os passos mais importantes na prevenção da diabetes. Opte pelo consumo regular de frutos e hortícolas, de hidratos de carbono mais complexos (cereais não processados) bem como pela evicção de gorduras, açúcares simples e comida processada. Pratique pelo menos 30 minutos de atividade física por dia.

Se tem um risco moderado, alto ou muito alto de diabetes e/ou se já teve diabetes gestacional, mantenha um seguimento mais regular no seu médico. O diagnóstico precoce e a instituição de terapêutica atempada são essenciais para evitar e/ou atrasar ao máximo as complicações da doença.

No dia 14 de novembro comemora-se o Dia Mundial da Diabetes. Novembro é considerado o mês azul: o mês da consciencialização da população para a diabetes. Mantenha hábitos de vida saudáveis para previr a diabetes e calcule o seu risco de desenvolver diabetes para que o/a possamos diagnosticar e tratar desde cedo e dar-lhe longevidade com qualidade de vida.

(1) International Diabetes Federation; IDF Atlas 9th Edition 2019
(2) JF Raposo; Diabetes: Factos e Números 2016, 2017 e 2018*; Revista Portuguesa de Diabetes. 2020; 15 (1): 19-27

COMO CALCULAR O RISCO DE DIABETES? (3)

1 - Idade:
0 p ____ < 45 anos
2 p ____ 45 - 54 anos
3 p ____ 55 - 64 anos
4 p ____ > 64 anos

2 – Índice de Massa Corporal*:
0 p ____ < 25 Kg/m2
1 p ____ 25-30 Kg/m2
3 p ____ >30 Kg/m2

3 – Medida da Cintura (normalmente ao nível do umbigo):
Homens
0 p ____ < 94 cm
3 p ____ 94-102 cm
4 p ____ > 102 cm
Mulheres
0 p ____ < 80 cm
3 p ____ 80-88 cm
4 p ____ > 88 cm

4 – Pratica, diariamente, atividade física pelo menos durante 30 minutos, no trabalho ou durante o tempo livre?:
0 p ____ Sim
2 p ____ Não

5 – Com que regularidade come vegetais e/ou fruta (sopa, salada, legumes cozidos, entre outros)?:
0 p ____ Todos os dias
1 p ____ Às vezes

6 – Toma regularmente ou já tomou alguns medicamentos para a hipertensão arterial?:
0 p ____ Não
2 p ____ Sim

7 – Alguma vez teve açúcar elevado no sangue (ex: num exame de saúde, durante um período de doença ou durante a gravidez)?:
0 p ____ Não
5 p ____ Sim

8 – Tem algum membro da família próximo ou outros familiares a quem foi diagnosticado diabetes (tipo 1 ou tipo 2)?:
0 p ____ Não
3 p ____ Sim: avós, tias, tios ou primos em 1º grau
5 p ____ Sim: pais, irmãos, irmãs ou filhos

NÍVEL DE RISCO TOTAL

< 7: Risco Baixo: calcula-se que 1 em cada 100 pessoas desenvolverá a doença. 7-11: Risco Ligeiro: calcula-se que 1 em cada 25 pessoas desenvolverá a doença. 12-14: Risco Moderado: calcula-se que 1 em cada 6 pessoas desenvolverá a doença.
15-20: Risco Alto: calcula-se que 1 em cada 3 pessoas desenvolverá a doença.
> 20: Risco Muito Alto: calcula-se que 1 em cada 2 pessoas desenvolverá a doença.

(3) Adaptado da Ficha de Avaliação do Risco de Diabetes tipo 2, da Direção-Geral da Saúde
* Índice de massa corporal (Peso/(altura x altura)