Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais C-Studio
7
Especiais C-Studio
i
C- Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do Universo
É o local onde as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Gravidez e parentalidade

A gravidez começa quando surge o desejo e a fantasia de se ter um bebé. É um dos acontecimentos na vida da mulher e do homem que geram alterações que preparam os pais para uma nova etapa – a parentalidade.
18 de Outubro de 2019 às 06:23


Redigido por Dr.ª Sara Ramos (OPP15959), psicóloga e psicoterapeuta no Trofa Saúde Hospital em Loures e na Amadora
Esta fase do ciclo de vida familiar é marcada por transformações que implicam mudanças de natureza diversa (fatores biológicos, psicológicos e sociais) e em momentos diferentes, mas também promove um crescimento pessoal e familiar sem retrocesso. Nesse processo as vivências psicológicas, a nível relacional, social e também económico, no casal parental provocam grande vulnerabilidade na vida da mulher e do homem.

Quando nasce um bebé, o ser pai ou mãe implica sair da posição de filho(a) para ser um cuidador. Assim, apesar da felicidade que está frequentemente associada a este acontecimento, a necessidade de reorganização da vida do casal, de adaptação às novas tarefas com as quais se depara, pode conduzir, nas mães e nos pais, a elevados níveis de perturbação emocional.

Podem surgir emoções nem sempre pacíficas e sentimentos de insegurança que, sendo elaborados, promovem um desenvolvimento que predispõe mãe e pai a irem ao encontro das necessidades do seu bebé.

Durante os nove meses de gravidez, a mãe começa a imaginar o bebé que carrega e deverá adaptar-se às mudanças da sua identidade, corpo, relacionamentos e carreira, bem como preparar-se para o nascimento e começar a conciliar os sacrifícios associados à maternidade. Também o seu relacionamento com o seu parceiro passa por mudanças substanciais.

Ao longo da gravidez, parto e parentalidade, o papel do pai é geralmente negligenciado. Contudo, tornar-se pai pode ser significado de uma crise de vida que envolve mudanças psicológicas e físicas significativas que poderão ser muito semelhantes às experienciadas pela mãe.

A interdisciplinaridade das áreas da saúde, como a obstetrícia, a psicologia clínica, a genética, a nutrição clínica e os cuidados de enfermagem, promove uma maior felicidade e um melhor desenvolvimento da parentalidade.

Em particular, a consulta de psicologia clínica na gravidez e parentalidade propõe-se como uma área de intervenção que tem por base um modelo biopsicossocial, propicia um espaço de reflexão informada em que os sentimentos desencadeados pela gravidez, pelo nascimento do bebé e pelas exigências da parentalidade podem ser partilhados, clarificados e elaborados, auxiliando a mulher e/ou o casal neste período de profundos reajustamentos físicos, psíquicos, familiares e sociais, sendo determinantes na adaptação nesta fase do ciclo de vida familiar.

No Trofa Saúde Hospital temos possibilidade de lhe facultar o acesso fácil à consulta de psicologia, em ambiente confortável, seguro e confidencial, com facilidade de marcação, a preço acessível, com garantia da mais elevada qualidade.