Correio da Manhã

As três posições preferidas delas
17:57
  • Partilhe
Leve-a ao orgasmo em três tempos, numa (ou várias) destas posições

Para os mais aventureiros

Cowgirl

Por cima, a mulher é que manda. Ela controla os movimentos e a cadência da penetração, pelo que pode levar o ato sexual para onde mais lhe agradar. A posição de cowgirl permite uma estimulação direta da zona frontal da vulva e dos grandes lábios, uma zona com mais terminações nervosas. Esta posição permite ainda um quase infindável número de variantes, como a "reverse cowgirl", com a mulher de costas para o homem. Com as costas direitas, ela pode masturbar-se ou ser estimulada facilmente, ao passo que, inclinada para trás ou para a frente, apoiada no peito do homem, pode variar a profundidade da penetração ou a estimulação do clítoris e da vulva.

Atreva-se: combine com um plug anal



PUBLICIDADE

Para os mais conservadores

Missionário

É "a" posição por excelência. Mas isso não a diminiu em nada. Apesar da fama de antiquada, a posição de missionário é uma das preferidas de mulheres e homens. Permite uma penetração profunda e movimentos rápidos, lentos, paragens bruscas ou uma cadência ritmada. Apesar de permitir que o homem esteja ao comando, é uma das posições que mais agrada às mulheres pela intimidade que proporciona. O contacto visual permanente proporciona um ato sexual pleno de romantismo e sensualidade, ao mesmo tempo que possibilita a subida de temperatura pela fricção constante da pélvis do homem com a vulva da mulher, com uma permanente estimulação do clítoris.

Atreva-se: combine com umas algemas Fetish em dourado



PUBLICIDADE

Para os mais picantes

Doggy style

Uma posição que goza de uma fama quase fetichista, a "doggy style" – em calão português, conhecida por canzana – está quase sempre presente no imaginário masculino. Vale, portanto, dizer que agradará a gregos e a troianas. Leve a sua Helena ao clímax com movimentos lentos e suaves, arrastando o pénis ao longo da vagina enquanto a agarra vigorisamente pelas ancas. A posição permite o contacto da glande com a cérvix, pelo que o estímulo é constante. A posição de "doggy style" inclui variantes em que vale quase tudo, desde pernas levantadas, em pé com a mulher inclinada para a frente, com o homem deitado sobre ela, ou a sugestiva "bulldog", com o homem de joelhos fletidos.

Atreva-se: combine com o Babydoll Fleur D'Été, em malha rosa

Siga o CM no Facebook.

  • Partilhe
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE