Barra Cofina

Correio da Manhã

Sedução

C-Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do Universo Cofina. É o local onde as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Sedução Vibrolandia

DST – o perigo pode estar no parceiro

Conheça os principais sintomas e a prevenção para uma relação saudável, metafórica e literalmente.
29 de Março de 2019 às 11:44

Nas relações sexuais, a excitação muitas vezes toma conta da ação. Quando nos apercebemos, estamos já envolvidos com alguém, quer seja de maneira puramente carnal ou de forma romântica. Em qualquer um dos casos, passa muitas vezes ao lado a importância do uso de proteção.

Em primeiro lugar deve salientar-se que o uso de alguns anticoncecionais – como a pílula, o dispositivo intra-uterino ou o adesivo – apenas minimiza as probabilidades de uma gravidez indesejada. O método de barreira é o único eficaz na prevenção de transmissão de doenças. O preservativo, quer seja masculino ou feminino, é essencial para se protegerem.

Mesmo que não tenham relações convencionais, com penetração vaginal, é importante que exista proteção. No sexo oral, anal, ou mesmo na utilização de brinquedos sexuais partilhados, devem sempre utilizar damslenços de látex –, luvas de látex ou plástico impermeável, para evitar a trocar de fluidos e a contaminação.

Nos homens, é comum ouvir a desculpa de "preservativos apertados" para não o utilizarem. O que eles podem não saber é que há uma gama de preservativos em 10 tamanhos diferentes, porque o tamanho importa, mas a proteção importa mais!

Se teve relações desprotegidas, um teste de despistagem é fácil, indolor e gratuito. Antes de cada novo relacionamento sexual, devem falar abertamente sobre experiências anteriores, incluindo riscos que possam ter corrido. Porque quando acabamos na cama com alguém, estamos também com todos os anteriores parceiros. A bola de neve pode ter riscos sérios para a vossa saúde. Proteger é palavra de ordem!

Atenção aos sintomas

Muitos dos principais sintomas de que pode ter uma doença sexualmente transmissível são comuns ao sexo masculino e feminino, e incluem dor ao urinar, ardor e comichão na zona íntima, pequenas erupções na zona genital e anal. Manchas, bolhas ou verrugas numa destas zonas ou na boca também são sintomas de alerta. 

Depois, há outros sinais nas mulheres que poderão ser indicativos de uma DST, como corrimento vaginal em maior abundância e mais forte de odor, mudança de coloração no corrimento, dor durante as relações, hemorragias entre menstruações, dor na parte inferior da barriga.

Nos homens, os sintomas exclusivos resumem-se a um corrimento no pénis ou a irritação e dor na uretra.

Se detetarem algum destes sinais, é importante consultar um médico, para despistar qualquer problema. Em simultâneo, é importante que as relações passem a ser protegidas – através do uso do preservativo – ainda que sejam relações duradouras e que já tenham eliminado o seu uso.

Muitas destas infeções mantêm-se assintomáticas para alguns portadores, razão pela qual pode ter sido infetado sem que nenhum dos dois soubesse. Um diálogo aberto, sem constrangimentos e sem culpas é meio caminho andado para uma relação saudável, o que se estende também a estas temáticas.

DST saúde sedução vibrolândia sexo seguro relações

Mais Noticias de Linhas Vermelhas

BDSM – Pode o prazer vir da dor?

Para os curiosos e para os decididos, deixamos cinco dúvidas sobre sadomasoquismo e outros termos de uma das fantasias mais temidas e desejadas.

Guia: sexo anal para iniciantes

A base da relação é o diálogo, mas o topo… o topo é o prazer supremo. Acompanhe este guia e torne o sexo anal uma experiência a repetir, vezes sem conta.