Correio da Manhã

Assassino da Figueira da Foz foi amarrado à cama
Foto CMTV
Homicida de Quiaios
Foto Ricardo Almeida
Foto Direitos Reservados
Foto Direitos Reservados
01:30
  • Partilhe
José Figueiredo reagiu mal ao saber que ia ser hospitalizado.

José Figueiredo, o homem de 53 anos que terça-feira matou a mulher a tiro em Ervedal, Figueira da Foz, ficou agitado quando se apercebeu que iria ficar internado na Psiquiatria dos Hospitais da Universidade de Coimbra e teve de ser amarrado à cama.

Ao entrar na Urgência estava apático, fragilizado e descompensado, estado que mantinha desde que foi encontrado, na casa onde cresceu, em Quiaios, mas depois terá reagido mal porque não queria ser hospitalizado e teve de ser controlado.

Vai manter-se internado até os médicos entenderem que reúne condições para ser presente ao juiz.

Your browser doesn’t support HTML5 video

Entretanto a Polícia Judiciária do Centro prossegue com as investigações e a recolha de provas. 

Esta quinta-feira realizou-se a autópsia ao corpo de Jaqueline Margato, de 48 anos, e as cerimónias fúnebres decorrem hoje, às 16h00, na capela Nossa Senhora da Graça, em Quiaios.

Siga o CM no Facebook.

  • Partilhe
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE