Correio da Manhã

Chuva torrencial causa derrocadas e queda de árvore em Castelo Branco
Foto Getty Images
Chuva
Foto Getty Images
Chuva
Foto Getty Images
Chuva
Por Lusa | 13:23
  • Partilhe
Tempestade aconteceu esta terça-feira, na Sertã. Não houve feridos a registar.

Os deslizamentos de terras, a queda de uma árvore e as inundações foram alguns dos resultados de uma tempestade que na tarde de terça-feira afetou a Sertã, "sem feridos a registar", disse esta quarta-feira à agência Lusa o vereador da Proteção Civil.

"Foi uma trovoada seguida de uma grande descarga de água que durou cerca de duas horas e que provocou inundações, algumas derrocadas de muros e prejuízos em áreas de cultivo, mas sem feridos a registar", afirmou Rogério Fernandes, destacando a "imensa quantidade de água" que caiu no município, no distrito de Castelo Branco.

Segundo o vereador, o episódio ocorreu entre as 17h00 e as 19h00", com a forte precipitação "mais concentrada e a fazer-se sentir nas freguesias de Pedrógão Pequeno, Castelo e Troviscal", onde houve registo de queda de uma árvore para o Itinerário Complementar (IC) 8.

O Comando Distrital da Proteção Civil (CDOS) de Castelo Branco confirmou à Lusa o pedido de ajuda para intervenção dos bombeiros para a retirada de uma árvore caída na via, às 16h28, em Várzea dos Cavaleiros.

Houve também alertas em vários pontos do concelho, até às 19h02, por inundações, deslizamentos de terras e acumulação de águas, obrigando à limpeza de vias.

A sete de dezembro de 2010, um tornado atingiu os concelhos de Sertã, Ferreira do Zêzere e Tomar, tendo sido registadas mais de 800 casas danificadas.

Siga o CM no Facebook.

  • Partilhe
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE