Correio da Manhã

Família acusa hospital de abandonar doente
Foto Nuno Alfarrobinha
Sílvia Neves (na foto) acabou por levar a mãe, Maria de Lurdes, ao Hospital de Faro devido ao estado de saúde debilitado em que se encontrava a idosa
Foto LUSA
Hospital São Francisco Xavier, em Lisboa
Por Tiago Griff | 01:30
  • Partilhe
Maria de Lurdes Neves, de 77 anos, foi uma das vítimas do surto de legionella em novembro de 2017.

A família de uma utente do Hospital São Francisco Xavier, em Lisboa, que foi afetada pelo surto de legionella que ocorreu na unidade em novembro do ano passado critica o hospital pela "falta de acompanhamento" da idosa, de 77 anos, a partir do momento em que teve alta médica.

Maria de Lurdes Neves viu a sua saúde ficar cada vez mais debilitada e já está a receber novamente tratamento, agora no Hospital de Faro. "Já não urina e teve de fazer pela primeira vez hemodiálise. Também está muito debilitada a nível muscular, situação que se tem vindo a agravar desde que teve alta médica do Hospital São Francisco Xavier", conta ao CM Sílvia Neves, filha de Maria de Lurdes.

A idosa foi uma das dezenas de doentes que foram infetados pela bactéria da legionella. O surto acabou por provocar a morte a seis utentes da unidade.

A principal queixa da filha da idosa passa pela "falta de acompanhamento" por parte do hospital da capital quando a mulher teve alta médica, no início de dezembro, depois de ter ficado 12 dias a antibiótico para debelar a Doença do Legionário, problema contraído através da bactéria da legionella.

"Disseram-me que tinha de a ir buscar o mais rapidamente possível. Ela tem problemas respiratórios e não lhe foi receitado oxigénio para fazer com regularidade e também ninguém quis passar qualquer credencial para fazer fisioterapia cardiorrespiratória. O estado de saúde da minha mãe está muito debilitado e agravou-se desde que saiu do hospital, principalmente a nível muscular", garante Sílvia Neves.

PUBLICIDADE
Apesar do receio de internar a mãe novamente num hospital devido à má experiência que teve em Lisboa, Sílvia Neves acabou por levá-la ao Hospital de Faro no início deste mês, onde a idosa está agora internada nos Cuidados Intermédios. "Aqui está a ser bem tratada, felizmente", conclui.

Saiba Mais
59
casos de pessoas infetadas com legionella foi o resultado do surto que aconteceu no Hospital São Francisco Xavier, em Lisboa, em novembro de 2017.

Caiu em casa
Maria de Lurdes tinha sido internada no hospital da capital, no final de outubro, por ter caído e fraturado o cóccix.

Situação vai ser analisada
O CM contactou o Hospital São Francisco Xavier, que diz que vai analisar a situação denunciada pela família e dará uma resposta esta semana.

Siga o CM no Facebook.

  • Partilhe
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE