Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
1

Costa defende que é preciso dar tempo ao PSD

Afirma que Portugal necessita de "consensos alargados".
Lusa 12 de Junho de 2016 às 18:03
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o primeiro-ministro, António Costa
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e o primeiro-ministro, António Costa FOTO: Paulo Novais/Lusa

O primeiro-ministro defendeu este domingo que Portugal precisa de "consensos alargados sobre os grandes desafios", apontando como exemplo a qualificação dos portugueses como base para a competitividade, e considerou que é preciso dar tempo ao PSD.

António Costa assumiu esta posição em declarações aos jornalistas, no último dia de uma visita a Paris em conjunto com o chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, depois de considerar que existe "uma grande unidade na defesa dos interesses nacionais" entre Governo e Presidente da República.

Questionado sobre a relação com o PSD, respondeu: "Eu acho que é preciso dar tempo e também respeitar as diferenças dos outros. E acho que temos de conseguir ir superando e vencendo essas diferenças".

"O país viveu aqui momentos de alguma tensão. Acho que hoje estão superados, e estou certo de que também o PSD se saberá juntar a esse movimento, que é um movimento que todo o país deseja, de nos concentrarmos nos desafios do futuro", acrescentou.

Portugal António Costa Paris chefe de Estado
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)