Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
9

Relação do Governo com o Presidente é "muito saudável"

Chefe do executivo do PS falava em Paris.
Lusa 12 de Junho de 2016 às 20:17
Marcelo protegido da chuva por António Costa, enquanto falava aos emigrantes portugueses, na Festa dos Santos Populares, em França
Marcelo protegido da chuva por António Costa, enquanto falava aos emigrantes portugueses, na Festa dos Santos Populares, em França FOTO: Paulo Novais/Lusa

O primeiro-ministro, António Costa, qualificou este domingo a relação entre Governo e Presidente da República de "muito saudável, muito sólida" e defendeu que é essa a vontade dos portugueses, "estarem os dois a puxar em conjunto pelo país".

O chefe do executivo do PS falava aos jornalistas no final de uma visita conjunta com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, a Paris, para celebrar de forma inédita o Dia de Portugal junto da comunidade portuguesa da região.

Este domingo, durante a festa da Rádio Alfa, António Costa foi questionado sobre qual dos dois teve essa ideia, e respondeu: "Os bons espíritos encontram-se sempre nas boas ideias".

"Eu tinha dito que enquanto primeiro-ministro trataria junto do Presidente da República de estar sempre junto das comunidades portuguesas. Não sabia que o novo Presidente da República tinha essa ideia. Ainda bem que a tem. É mais um ponto de convergência", completou.

O primeiro-ministro defendeu que "os órgãos de soberania têm de ter uma relação saudável, de cooperação e trabalho em conjunto", e que Portugal deve habituar-se a isso, "em vez de criarem os problemas uns aos outros".

"A relação que temos estabelecido com o atual Presidente da República é objetivamente muito saudável, muito sólida. Claro que, não o posso esconder, boas relações pessoais ajudam a boas relações institucionais. Mas, como disse o senhor Presidente da República, as relações institucionais têm de superar essa dimensão pessoal", acrescentou.

Segundo António Costa, "o Governo está totalmente empenhado em manter uma relação de excelência com o atual Presidente da República, como teve com o anterior", e é essa a vontade dos portugueses, "os dois puxarem em conjunto pelo país".

"Eu acho que isso é muito importante e um sinal de confiança para todos para a forma como temos de nos juntar para enfrentar e vencer os desafios que temos pela frente", considerou.

Interrogado sobre o facto de ter sido aluno de Marcelo Rebelo de Sousa na Faculdade de Direito de Lisboa, e de este lhe ter dado um 17, António Costa riu-se: "Bom, isso é mérito do aluno também. Sim, mantivemos sempre uma boa relação pessoal. Isso, obviamente ajuda".

"Mas, insisto, as relações institucionais têm de estar para além das relações pessoais, e acho que isso tem acontecido. Com o anterior Presidente nós tivemos relações impecáveis, sem nenhum tipo de problema. Cada personalidade é a sua personalidade, cada relação pessoal é a sua relação pessoal", acrescentou.

António Costa referiu que um dia "haverá outro Governo, outro Presidente da República", e manifestou o desejo de que "as relações sejam tão boas como estas têm sido".

António Costa Governo Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa Paris
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)