Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

Rui Vitória espera dificuldades frente ao Dínamo Kiev

Benfica não pode contar com os lesionados Jardel, Jonas e Rafa.
31 de Outubro de 2016 às 15:33
O treinador da equipa de futebol do Benfica, Rui Vitória
O treinador da equipa de futebol do Benfica, Rui Vitória FOTO: Paulo Calado 
O treinador da equipa de futebol do Benfica, Rui Vitória, afirmou esta sexta-feira que espera dificuldades no jogo com o Dínamo Kiev, da Liga dos Campeões, referindo que a vitória conquistada no terreno do adversário apenas deu três pontos.

"Espero um adversário difícil. O facto de termos ganho lá deu três pontos, mas não deu muito mais que isso. Se nós pensarmos que termos ganho lá nos dá a vitória aqui, é o maior erro que podemos fazer. Esta equipa tem bons resultados fora de casa, tem características para jogar fora de casa e vai-nos complicar a tarefa", disse em conferência de imprensa.

Rui Vitória, que não pode contar com os lesionados Jardel, Jonas e Rafa, explicou que o Benfica, que ganhou por 2-0 no terreno do adversário na jornada anterior, tem que ser "rigoroso, personalizado, concentrado e eficaz".

"Se fizermos estas três ou quatro coisas estamos mais perto de vencer, mas espero um jogo complicado, apesar de querermos ganhar as três finais que faltam", salientou o técnico, que anunciou que Grimaldo vai ser convocado.

Depois de jogo de terça-feira, o Benfica vai jogar no terreno do FC Porto para o campeonato, mas o técnico dos 'encarnados' diz que a equipa apenas está focada na partida com a equipa ucraniana.

"O jogo de amanhã [quarta-feira] ultrapassa tudo aquilo que é o jogo de domingo, uma vez que é o próximo. O nosso foco é o Dínamo de Kiev, não quero saber se temos cinco, sete ou três pontos de vantagem no campeonato, pois temos uma jornada importante na Liga dos Campeões para somarmos a segunda vitória consecutiva", disse.

Em relação à vantagem no campeonato para os rivais, o técnico referiu que o Benfica entra sempre em campo para vencer.

"O que nos foca é a soma dos três pontos, a vantagem não nos diz nada. As vitórias ajudam as equipas a estar a mais confiantes, mas isso muitas vezes é só de palheta e as conversas não ganham jogos", defendeu.

O avançado Gonçalo Guedes também espera uma partida difícil, mas defendeu que o grupo quer vencer.

"Sabemos que vai ser um jogo difícil, mas no Benfica apenas pensamos na vitória e vamos jogar para ganhar", disse.

O avançado referiu que se sente confortável a jogar no apoio ao avançado e explicou que quer aproveitar a oportunidade dada pelo técnico, pretendendo melhorar a finalização.

"Eu jogo onde o 'mister' me mandar, mas sinto-me confortável atrás do ponta de lança, ando mais solto e estou à vontade nessa posição. Quero marcar o maior número de golos possíveis. Tenho tentado, não tenho conseguido tantos como pretendia, mas vou continuar a treinar e os golos vão aparecer, não vou falhar tanto", defendeu.

Sobre o interesse de clubes na sua contratação, Gonçalo Guedes garante que quer continuar no Benfica.

"Não penso nada em sair em janeiro do Benfica. Estou focado no Benfica, é o meu clube de coração e quero continuar a jogar aqui", disse.

O jogo entre o Benfica, terceiro classificado do grupo B da Liga dos Campeões com quatro pontos, e o Dínamo Kiev, último com um ponto, está agendado para terça-feira, pelas 19:45, no estádio da Luz, com arbitragem do francês Clément Turpin.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)