Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
6

40 mil idosos passam fome

Um inquérito da Deco concluiu que existem pelo menos 40 mil idosos em Portugal não têm dinheiro para comer e o preço dos alimentos é o factor mais importante na hora de comprar.
27 de Outubro de 2009 às 15:26
O Dia Internacional do Idoso assinala-se amanhã
O Dia Internacional do Idoso assinala-se amanhã FOTO: d.r.

Segundo o estudo, realizado através de questionário enviado em Fevereiro e Março para 3423 idosos, entre os 65 e os 79 anos, que vivem em casa, 64 por cento dos inquiridos elege o preço como 'o factor que mais decide a escolha' dos alimentos, seguindo-se a qualidade e o sabor dos alimentos.

'A difícil situação económica e a falta de autonomia influenciam de forma negativa o que se come: mais de um quinto dos inquiridos indicou ter dificuldades financeiras', pode ler-se no estudo que será público da edição de Novembro da Proteste.

Segundo os analistas, 35 por cento dos idosos comem mal devido a problemas dentários, 24 por cento por dificuldades financeiras, 13 por falta de apetite e 12 devido aos medicamentos.

No que diz respeito aos alimentos, o inquérito concluiu que a carne é o principal alimento da dieta dos idosos em detrimento do peixe. 'O custo do peixe é um dos factores que explica esta opção', diz o estudo.

A Deco concluiu ainda que a maioria dos idosos, principalmente homens, bebem mais álcool do que o recomendável, mais de dois copos por dia. O estudo foi realizado a propósito do Dia Internacional dos Idosos, que se assinala amanhã.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)