Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

“A palavra-chave é executar [o PEC]”

O presidente do BCP, Carlos Santos Ferreira, afirmou esta quarta-feira, que perante a actual conjuntura económica e financeira “a palavra-chave é executar” as medidas previstas no Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC).

28 de Abril de 2010 às 19:16
Carlos Santos Ferreira, líder do BCP
Carlos Santos Ferreira, líder do BCP FOTO: d.r.

“Temos muitas vezes a esperança de que a falar tudo se resolve. O que digo é que é necessário executar o que se pensou e decidiu”, afirmou aos jornalistas na apresentação dos resultados do banco relativos ao primeiro trimestre de 2010. 

“É escusado inventarem mais coisas para fazer, o melhor é executar o que já foi decidido. A palavra-chave é executar, não fiquemos eternamente a discutir”, sublinhou Santos Ferreira.

O presidente do BCP afirmou ainda que reconhece Teixeira dos Santos como “um bom ministro”, mas lembrou que “se os mercados nos estão a atacar é porque nos pusemos a jeito”. “É evidente que estamos a ser atacados, mas isso não pode criar em nós um sentimento de injustiça”, defendeu o banqueiro.

Questionado sobre os efeitos do corte do ‘rating’ da República nos custos de financiamento da Banca e das famílias, Carlos Santos Ferreira admitiu que “os tempos do crédito fácil e barato já não existem”. “Terminou a festa”, disse em tom de brincadeira.

Sobre a avaliação que a agência de ‘rating’ Standard & Poor’s (S&P) faz à instituição bancária que lidera, que considerou ser a “mais vulnerável no actual contexto, Santos Ferreira foi taxativo: “Os ‘ratings’ são como os chapéus, há muito.” Ainda assim, admitiu que “é manifesto que o banco líder é o mais vulnerável ao actual ambiente”.

De Janeiro a Março, o BCP obteve lucros de 96,4 milhões de euros de euros, um valor 9,6% abaixo do período homólogo de 2009 mas que, ainda assim, reflectiu uma forte subida das operações internacionais.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)