Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
1

Administração da RTP considera que CGI deixou de ter condições para desempenhar funções

Lusa 23 de Dezembro de 2014 às 19:58

O Conselho de Administração da RTP considera que os membros do Conselho Geral Independente (CGI), que propôs a sua destituição, "deixaram de ter, se é que alguma vez tiveram, as condições mínimas" para desempenhar as suas funções.

No seu despacho de pronúncia (defesa) sobre a proposta da sua destituição, a que a Lusa teve acesso, a administração liderada por Alberto da Ponte aponta ainda que o CGI agiu segundo "uma pura lógica de apparatchik' [aparelho]".

O CGI, "com a sua atual composição, constitui uma grave ameaça à divisão interorgânica de poderes da RTP, à independência editorial das direções de programas e de informação, à independência constitucionalmente consagrada", lê-se no despacho.