Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Advogados de defesa pedem penas suspensas para arguidos

Defesa pediu a absolvição dos arguidos do crime de associação criminosa, sustentando que cada um dos elementos agiu por si mesmo.
8 de Julho de 2014 às 19:22

Os advogados de defesa pediram esta terça-feira penas suspensas para os arguidos do processo "Remédio Santo", que terão burlado o Serviço Nacional de Saúde em quatro milhões de euros, acrescentando não ter ficado provado o crime de associação criminosa.

Os 18 arguidos são suspeitos de pertencerem a uma alegada rede criminosa, composta pelos grupos do Norte e do Centro/Sul, a qual terá levado a cabo um suposto esquema de uso fraudulento de receitas, que terá lesado o Serviço Nacional de Saúde (SNS) em cerca de quatro milhões de euros, valor reclamado pelo Estado no pedido de indemnização civil.

No terceiro dia de alegações finais, no Tribunal de Monsanto, em Lisboa, os advogados de 13 dos 18 arguidos reconheceram que os seus constituintes "têm de ser condenados" por burla e falsificação de documento, mas a penas suspensas, sublinhando que os mesmos confessaram os factos, colaboraram com a justiça e não têm antecedentes criminais.

Remédio Santo advogados defesa penas suspensas arguidos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)