Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

Advogados recusam adiar julgamento de ativistas

Jovens angolanos estão detidos em Luanda.
Lusa 13 de Novembro de 2015 às 11:37
Manifestação defende libertação dos ativistas
Manifestação defende libertação dos ativistas FOTO: Getty Images

Um dos advogados que defende os 17 ativistas angolanos acusados de prepararem uma rebelião denunciou que foi esta sexta-feira impedido de consultar o processo "por ordens superiores", apesar do início do julgamento marcado para segunda-feira, em Luanda.

"Estou agora a sair do cartório do tribunal e disseram-me que têm ordens superiores para não entregarem o processo aos advogados. Eu acho que eles estão é à espera que seja a defesa a pedir o adiamento do julgamento por esse motivo, mas nós já dissemos que não o vamos fazer, vamos denunciar isso na audiência", disse esta sexta-feira à Lusa o advogado David Mendes.

Em causa está um processo em que 15 dos 17 arguidos estão em prisão preventiva, desde junho, mas com a defesa limitada ao despacho de pronúncia do Tribunal Provincial de Luanda.

Lusa David Mendes Tribunal Provincial de Luanda crime lei e justiça
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)