Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

Agentes culturais apelam à sociedade para se envolver na defesa do património

Lusa 27 de Outubro de 2015 às 15:56

Representantes de organismos da Cultura em Portugal apelaram hoje, no Algarve, a um maior envolvimento da sociedade na defesa do património e identidade culturais, cumprindo os princípios da Convenção de Faro, assinada há exatamente dez anos.

"O património cultural não é uma realidade do passado, retrospetiva, é uma realidade dinâmica e complexa", defendeu Guilherme d'Oliveira Martins, que presidiu ao grupo de trabalho que elaborou a convenção, lembrando que o documento "é um apelo inequívoco à comunidade científica, estudantes, professores e cidadãos, para que o legado cultural que recebemos seja devidamente considerado".

Durante a conferência internacional "Património Cultural, Conhecimento e Cidadania", que hoje decorre no Teatro Municipal de Faro, também a diretora regional de Cultura do Algarve, Alexandra Gonçalves, sublinhou que a preservação do património e identidade culturais deve envolver toda a sociedade, apelando a que as pessoas consultem e partilhem o texto da convenção.

}