Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

Agressor com armas militares fica em liberdade

Mulher de 65 anos em casa de abrigo depois de suspeitas de violência doméstica por parte do filho, em Macedo de Cavaleiros.
2 de Dezembro de 2016 às 15:47
FOTO: Direitos Rerservados
Uma mulher de 65 anos de Macedo de Cavaleiros foi recolhida numa casa abrigo depois de as autoridades terem descoberto armas de uso militar ao filho suspeito de violência doméstica, que fica a aguardar em liberdade o desenrolar do processo.

As autoridades apreenderam ao suspeito, de 29 anos, "várias armas e munições proibidas", nomeadamente "algumas armas de uso militar", segundo informação divulgada hoje pelas Relações Públicas do Comando Distrital de Bragança da GNR.

A vitima foi recolhida para casa de abrigo e o alegado agressor foi detido, mas ficou em liberdade, sujeito a Termo de Identidade e Residência, tendo sido notificado para comparecer na segunda-feira no Tribunal de Macedo de Cavaleiros, para interrogatório judicial, de acordo com a GNR.

A operação da GNR ocorreu na quarta-feira, na localidade de Lamalonga, no concelho de Macedo de Cavaleiros, distrito de Bragança, no âmbito de um processo-crime de violência doméstica, em que o indivíduo é suspeito de ser o agressor e a mãe a vítima.

Entre as armas apreendidas durante a busca domiciliária, os militares da GNR encontraram "um silenciador, um par de algemas, dois cintos e dois cinturões do exército e um aerossol de defesa".

O indivíduo tinha também na sua posse uma réplica de "airsoft", uma arma de pressão com balas de plástico, usada em jogos de simulações policiais e militares.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)