Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
6

Alegações da Amnistia sobre tortura em Nauru são "absolutamente falsas" -- PM australiano

Lusa 18 de Outubro de 2016 às 06:43

As alegações da Amnistia Internacional (AI) de que o tratamento dado aos requerentes de asilo no centro de detenção da ilha de Nauru equivale a tortura são "absolutamente falsas", afirmou hoje o primeiro-ministro australiano, Malcolm Turnbull.

Camberra envia requerentes de asilo que tentam alcançar a Austrália por barco para centros em Nauru e na ilha de Manus, na Papua Nova Guiné, cujas condições têm sido criticadas internacionalmente.

A organização de defesa dos direitos humanos afirmou, num relatório, na segunda-feira, que os requerentes de asilo e refugiados que se encontram na remota nação de Nauru foram "levados ao desespero absoluto" e que lutam contra "uma epidemia de automutilação", acrescentando que as condições em que vivem e de tratamento se enquadram na definição legal internacional de tortura.

Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)