Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
3

Alemão Cornelius Gurlitt, detentor do "tesouro nazi", morreu aos 81 anos

6 de Maio de 2014 às 16:45

O octogenário alemão Cornelius Gurlitt, em cuja residência foram descobertas em 2012 mais de 1.400 obras de arte, algumas eventualmente retiradas a judeus durante o regime nazi, morreu na segunda-feira aos 81 anos, foi hoje divulgado.

"Cornelius Gurlitt morreu ontem [segunda-feira] no seu apartamento de Schwabing (Munique) na presença do seu médico e de um enfermeiro", referiu o porta-voz do octogenário, Stephan Holzinger, num comunicado, confirmando uma informação avançada pela agência noticiosa alemã dpa.

"Após uma cirurgia cardíaca complicada e um internamento de várias semanas numa clínica, [Gurlitt] manifestou vontade de regressar ao seu apartamento de Schwabing. No seu domicílio, recebeu acompanhamento médico, dia e noite, durante as últimas semanas", acrescentou a mesma fonte.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)