Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
4

Aliança com Assad enfraqueceria coligação contra o EI

Para presidente dos Estados Unidos, Bashar al-Assad perdeu a legitimidade.
Lusa 16 de Novembro de 2014 às 08:23
Barack Obama falou deste acordo na cimeira dos países do G20, na cidade australiana de Brisbane
Barack Obama falou deste acordo na cimeira dos países do G20, na cidade australiana de Brisbane FOTO: EPA

O presidente norte-americano, Barack Obama, disse este domingo na Austrália que a coligação internacional que combate o grupo Estado Islâmico (EI) ficaria enfraquecida no caso de uma eventual aliança com o Governo sírio.

"Na nossa opinião, fazer uma causa comum com (o presidente sírio Bashar al-Assad) contra o Estado Islâmico enfraqueceria a coligação", disse Barack Obama, numa conferência de imprensa, no âmbito da cimeira dos países do G20, na cidade australiana de Brisbane.

Para o presidente dos Estados Unidos, Bashar al-Assad "perdeu completamente a sua legitimidade aos olhos da maior parte dos países".

Barack Obama Austrália grupo Estado Islâmico Governo política questões sociais Presidente dos Estados Unidos
Ver comentários