Altice aponta contradição entre Governo e regulador sobre faturas digitais

Alexandre Fonseca acusa que a Anacom continua "a insistir em ir contra a corrente e a chocar de frente com as políticas do Governo".
Por Lusa|06.12.18
  • partilhe
  • 7
  • +

O presidente da Altice, Alexandre Fonseca, classifica esta quinta-feira como "uma contradição" as posições do Governo e do regulador das telecomunicações quanto à emissão de faturas digitais e em papel, pedindo uma rápida clarificação sobre estas medidas.

O Governo anunciou a intenção de, a partir de 2019, acabar com as faturas em papel, passando a sua emissão a ser feita de forma automática e digital. O presidente da empresa de telecomunicações concorda com esta solução, mas advertiu esta quinta-feira que o regulador do setor tem uma posição contrária, argumentando que a Anacom continua "a insistir em ir contra a corrente, a remar contra os operadores e a chocar de frente com as políticas do Governo".

Alexandre Fonseca recordou esta quinta-feira, em Bragança, à margem de uma cerimónia promovida pela empresa que dirige, que "há uns meses, no mesmo dia em que o Governo apresentou o seu plano Simplex, o regulador, a Anacom, apresentou uma medida que obrigava aos operadores a apresentarem faturas em papel".

"No mesmo dia em que o Governo simplificava e digitalizava um processo tão importante para os nossos clientes, o nosso regulador vinha obrigar os operadores todos a ter faturas em papel", afirmou, considerando que há, "claramente, uma situação de incompatibilidade" e reclamando que esta seja "forçosamente clarificada".

O presidente da Altice defendeu que é necessário esclarecer "quem está a desautorizar quem: se é a Anacom que está a desautorizar o Governo, se é o Governo que está a desautorizar a Anacom e têm de ser tiradas responsabilidades desta incompatibilidade entre uma posição de um regulador e a posição do Governo".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!