Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
6

Alunos repreendidos pelos diretores depois de tirarem fotos a comida

Imagens mostram problemas na alimentação fornecida pelas escolas.
10 de Novembro de 2017 às 10:48
Escola de Oeiras serviu frango cru às crianças
Escola de Oeiras serviu frango cru às crianças
Lagarta em prato servido por cantina de escola de Braga
Lagarta
Escola de Oeiras serviu frango cru às crianças
Escola de Oeiras serviu frango cru às crianças
Lagarta em prato servido por cantina de escola de Braga
Lagarta
Escola de Oeiras serviu frango cru às crianças
Escola de Oeiras serviu frango cru às crianças
Lagarta em prato servido por cantina de escola de Braga
Lagarta
As fotografias tiradas por alunos aos alimentos das cantinas escolares começaram a correr as redes sociais e os diretores das escolas estão agora a punir quem o fez.

O frango cru, os alimentos congelados e a lagarta viva num prato de comida são alguns dos exemplos dados nos últimos tempos.
A imprensa nacional relatou esta semana o caso de duas jovens, de 18 e 16 anos, que foram suspensas por terem partilhado uma fotografia onde aparece apenas um pão e uma tigela de sopa, servido numa escola em Gaia.

Os pais das alunas estão revoltados com a situação e dizem não terem sido avisadas da situação, poderando assim avançar com uma queixa junto à Direção Regional de Educação do Norte.

As escolas defendem a decisão tomada contra as alunas usando um artido do Estatuto do Aluno onde diz que os estudantes estão proibidos de "captar sons ou imagens" em atividades letivas e não letivas sem a autorização de professores, diretores ou outro membro da escola.

A Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (Dgeste) recebeu, desde o início do ano letivo, que arrancou há um mês e meio, 70 queixas relativas a refeições escolares, revelou o Ministério da Educação (ME). Em outubro houve 44 queixas e em setembro 36, a maioria por má qualidade e pouca quantidade de comida, além da falta de higiene e de pessoal não docente.

Escola de Oeiras serviu frango cru às crianças
A escola EB23 Noronha Feio, em Queijas, Oeiras, terá servido comida crua na cantina na passada segunda-feira, dia 16 de outubro. A denúncia foi feita nas redes sociais, com a partilha de várias imagens em que é possível ver frango sem estar cozinhado, ainda em sangue.

A refeição - frango com arroz - estava mal confecionada e, em entrevista à TVI, Isabel Amaral Nunes, presidente da Associação de Pais da referida escola, afirmou tratar-se de uma "situação grave de saúde pública".

"Almoço escolar. Tirem as ilações. Escola EB 2/3 Noronha Feio Lisboa", pode ler-se na legenda de uma das imagens partilhadas sobre este caso. Esta publicação já teve mais de 11 mil partilhas e quase 600 reações no Facebook.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)