Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

Amnistia Internacional denuncia violação de direitos humanos na Arábia Saudita

Lusa 29 de Março de 2018 às 02:44

A Amnistia Internacional acusou hoje a Arábia Saudita de usar a deslocação aos Estados Unidos do príncipe herdeiro, Mohamed bin Salman, para encobrir repetidas violações dos direitos humanos neste país do Médio Oriente.

Numa campanha em órgãos de comunicação social na América e no Médio Oriente, a ONG (Organização Não Governamental) diz que a "propaganda agressiva" da Arábia Saudita visa apresentar Mohamed bin Salman como um reformador, contribuindo para mudar a imagem internacional do Reino saudita.

A Amnistia (AI) divulgou no Cairo um cartaz em que um carrasco saudita aparece de espada erguida, depois de decapitar um condenado, no meio de uma poça de sangue. "Se é assim que a justiça é feita no seu país, você [Mohamed bin Salman] vai precisar de uma agência de relações públicas muito boa", refere a Amnistia.