Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto

Amnistia pede mais esforços para a libertação das raparigas de Chibok

Lusa 8 de Janeiro de 2017 às 00:01

A Amnistia Internacional (AI) apelou hoje ao Governo nigeriano para que redobre os esforços com vista à libertação das raparigas de Chibok, apelando igualmente aos raptores, o Boko Haram, para que as ponha em liberdade.

A posição da organização não-governamental surge num comunicado divulgado por ocasião dos mil dias passados desde o rapto das 276 alunas de uma escola secundária em Chibok, na Nigéria. Atualmente, o grupo terrorista vinculado à Al-Qaida ainda retém 195 das 276 raparigas.

"Mil dias depois do aterrorizante rapto de 276 alunas em Chibok, o Governo nigeriano tem de redobrar esforços para assegurar a libertação das raparigas, e todas as outras vítimas de raptos em massa", considerou a AI, apelando igualmente ao Boko Haram "para que ponha um fim ao sofrimento das raparigas, libertando-as imediatamente, bem como todos os outros civis em seu poder".